Show simple item record

dc.contributor.advisorLouzada, Fernando Mazzilli, 1964-pt_BR
dc.contributor.authorBorgio, João Guilherme Fiorani, 1979-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Fisiologiapt_BR
dc.date.accessioned2021-01-20T22:21:05Z
dc.date.available2021-01-20T22:21:05Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/69048
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Fernando Mazzilli Louzadapt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Fisiologia. Defesa : Curitiba, 22/06/2020pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 71-83pt_BR
dc.description.abstractResumo: Muitas das atividades da sociedade moderna estão distribuídas ao longo das 24 horas do dia. Com isso, as pessoas ficam sujeitas a alterações no ritmo do sono e no horário e amplitude de exposição à luz, levando a desajustes circadianos. Um exemplo desses desajustes é o jetlag social (JLS), que se refere à diferença entre o ponto médio do sono nos dias livres e nos dias úteis. O JLS leva a algumas consequências já descritas na literatura, como aumento no uso de substâncias, sintomas psicológicos, transtornos mentais, alterações metabólicas e comprometimento do rendimento acadêmico. O objetivo deste trabalho foi avaliar o JLS em estudantes universitários e suas consequências ao longo de dois anos e se poderia haver um efeito mediador dos fatores de personalidade nessa relação. Foram avaliados 1126 alunos no primeiro ano na universidade, que responderam a questionários sobre o perfil epidemiológico, personalidade (Big Five Inventory), preferência circadiana (Morningness-Eveningness Quesitonnaire), cronotipo (Munich Chronotype Questionnaire), qualidade do sono (Pittsburgh Sleep Quality Inventory) e qualidade de vida (36-item Health-Related Quality of Life) e tiveram seu índice de massa corporal e índice de rendimento acadêmico medidos. No segundo ano foram reavaliados 566 e no terceiro ano 205 participantes. O JLS médio na primeira avaliação foi de 2,32 horas (DP = 1,33h) e não apresentou correlação significativa com o peso, qualidade de vida, qualidade de sono e uso de substâncias na comparação transversal, nem com a variação dessas medidas ao longo de dois anos. O JLS no primeiro ano na universidade correlacionou-se negativamente com as notas no final do terceiro ano (r = - 0,10). Após aplicação do modelo de equação estrutural, incluindo a conscienciosidade como fator mediador, o valor de correlação do JLS com as notas mudou para - 0,08. Esse foi o primeiro trabalho na literatura a avaliar o efeito mediador da personalidade sobre os efeitos do JLS. O fator conscienciosidade teve um efeito mediador de atenuar em 20% o efeito do JLS no rendimento acadêmico. Palavras-chave: Jetlag Social, Personalidade, Desempenho Acadêmicopt_BR
dc.description.abstractAbstract: Many activities of the modern society are spread along the 24 hours of the day. Thereby, people are subject to alterations in sleep patterns and timing and amplitude of light exposition, leading to circadian disruptions. One of these disruptions is social jetlag (SJL) which refers to the difference between the midpoint of sleep in workdays and freedays. SJL leads to some consequences already found in literature, such as psychological symptoms, mental disorders, metabolic alterations and impairment of the academic achievement. The objective of this study was to evaluate SJL in undergraduate students and its consequences throughout two years and if there were a mediating effect of the Big Five factors of personality on this relationship. First-year 1126 university students answered questionnaires about demographic data, personality (Big Five Inventory), circadian preference (Morningness-Eveningness Quesitonnaire), chronotype (Munich Chronotype Questionnaire), sleep quality (Pittsburgh Sleep Quality Inventory) and quality of life (36-item Health-Related Quality of Life) and had measured their body mass index (BMI) and academic grade. In the second year 566 and in the third year 205 volunteers were re-evaluated. In the first evaluation, average SJL was 2.32 hours (SD = 1.33h) and did not related significantly with BMI, sleep quality, quality of life nor substance usage on the crossover comparison nor with the variation of those measures throughout two years. First-year SJL correlated with worse grades at the end of the third year (r = - 0.10). After structural equation modelling, including conscientiousness as a mediator factor, that value changed to - 0.08. This was the first study in the literature evaluating the mediating effect of personality on the consequences of SJL. Conscientiousness had a mediating effect of attenuating in 20% the effect of SJL on academic achievement. Keywords: Social Jetlag, Personality, Academic Achievementpt_BR
dc.format.extent119 p. : il. (algumas color.).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectRitmos circadianospt_BR
dc.subjectPersonalidadept_BR
dc.subjectFisiologiapt_BR
dc.titleEfeito mediador da personalidade sobre as consequências do Jetlag socialpt_BR
dc.typeTese Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record