Show simple item record

dc.contributor.advisorBueno, Luispt_BR
dc.contributor.authorPolak, José Augusto Ramospt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Letraspt_BR
dc.date.accessioned2022-04-12T13:27:51Z
dc.date.available2022-04-12T13:27:51Z
dc.date.issued2010pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/35032
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Luis Buenopt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Letras. Defesa: Curitiba,26/02/2010pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Letraspt_BR
dc.description.abstractResumo: O presente trabalho tem por objetivo analisar o romance Calunga, escrito em 1935 por Jorge de Lima. Partimos do pressuposto de que se trata de um romance utópico, pertencente ao grupo de obras que a crítica e os teóricos da literatura brasileira costumaram chamar romance de 30. Logo, a obra foi analisada desse ponto de vista. Para tanto, discorremos acerca do conceito de utopia, resgatando a origem da tradição utópica ocidental, desde os filósofos gregos até Thomas More, explicando o que entendemos por romance utópico. Pesquisamos, também, de que forma o contexto histórico, político e econômico teriam influenciado o surgimento de utopias e de romances utópicos em nossa literatura. Como consideramos Calunga um romance utópico, analisamos também de que forma a utopia contida em sua narrativa interferiu na constituição da estrutura do romance. Sabendo, a princípio, que nosso objeto de estudo desenvolveu-se a partir da novela O Anjo, que o antecedeu na produção romanesca de Jorge de Lima, acreditamos que seria importante analisar alguns dos aspectos dessa novela. Comparamos, então, os protagonistas de ambas as obras, bem como alguns aspectos de seus enredos. Durante a pesquisa, vimos a necessidade de discutir, também, alguns problemas concernentes ao enredo e ao narrador do romance em questão, uma vez que interferem diretamente na economia da obra.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This thesis aims to analyze the Calunga novel, written in 1935 by Jorge de Lima. We assume that this is a utopian novel, which belongs to the group of works that the critics and literary theorists used to call thirties Brazilian novel. Therefore, this novel was analyzed from that standpoint. We discuss the concept of utopia, rescuing the origin of Western utopian tradition, from the Greek philosophers to Thomas More, explaining what we mean by utopian novel. For that purpose, we researched how the historical political and economic context would have influenced the emergence of utopias and utopian novels in our literature. As we consider Calunga a utopian novel, we also analyzed how the utopia contained in its narrative structure interfered with the formation of the novel. Knowing that the object of our study was developed from the novel O Anjo, which came first in Jorge de Lima's writing, we believe it would be important to analyze some aspect of this one too. We compare then the protagonists of both works, as well as some aspects of their plots. During the research, we needed to discuss also some problems concerning the plot and the narrator of the novel in question, since they directly affect the economy of the work.pt_BR
dc.format.extent103f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectLima, Jorge de, 1893-1953 - Crítica e interpretaçãopt_BR
dc.subjectRedação acadêmicapt_BR
dc.subjectCriticapt_BR
dc.subjectUtopiaspt_BR
dc.subjectLiteratura brasileirapt_BR
dc.subjectLetraspt_BR
dc.titleEra uma vez, uma utopia...Calunga : um romance utópicopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record