Show simple item record

dc.contributor.advisorMangrich, Antonio Salvio, 1939-pt_BR
dc.contributor.authorLombardi, Kátia Cylenept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solopt_BR
dc.date.accessioned2014-01-24T20:18:54Z
dc.date.available2014-01-24T20:18:54Z
dc.date.issued2000pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/34668
dc.description.abstractResumo: O uso intensivo de herbicidas do grupo das triazinas, e seu efeito recalcitrante nos solos, vêm causando acúmulo no ambiente, tornando necessárias pesquisas intensivas em diversas áreas de estudo. Nos solos, é conhecida a interação da matéria orgânica com os herbicidas e, recentemente, trabalhos vêm sendo realizados demonstrando a participação de estruturas inorgânicas na degradação dos mesmos. Em solos tropicais, bem intemperizados, como os do Brasil, predominam na fração argila, minerais do tipo 1:1, como as caulinitas, e os óxidos de ferro e alumínio. A técnica de EPR tem sido empregada para caracterizar, nos minerais, traços de espécies estruturais ou de superfície, que contêm elétrons desemparentados e que podem ser importantes na compreensão das propriedades específicas dos mesmos. Visando o estudo da interação de minerais de argila com os herbicidas, duas estratégias foram utilizadas neste trabalho. Caracterizou-se na primeira estratégia o mineral de argila caulinita PP-0559 de origem brasileira, e na segunda, modelos de solos preparados em laboratório, onde predominam na fração argila os óxidos metálicos. A alta cristalinidade da caulinita foi confirmada por FTIR, e a análise por EPR possibilitou a localização dos centros paramagnéticos I e II para os ions Fe3+ e dos centros de defeitos induzidos por radiação A, A' e B. Os estudos com os modelos de solos indicaram interação dos íons metálicos com o AH na composição estrutural dos mesmos. Os herbicidas triazínicos promoveram modificações nos espectros de EPR destes modelos de solos, incluindo a formação de espécies químicas radicalares, o que justificaria a degradação mais efetiva dos mesmos nos solos tropicais do que nos temperados.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSolos - Teor de herbicidaspt_BR
dc.subjectEspectroscopia de ressonancia paramagnetica eletronica - Solospt_BR
dc.subjectMinerais de argilapt_BR
dc.subjectHerbicidaspt_BR
dc.subjectTriazinaspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleCaracterização química e espectroscópica de minerais de argila com vistas ao estudo da interação com herbicidaspt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record