Show simple item record

dc.contributor.authorPacheco, Rodrigo Pinheiropt_BR
dc.contributor.otherAisse, Miguel Mansurpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Tecnologia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Recursos Hídricos e Ambientalpt_BR
dc.date.accessioned2013-03-07T13:40:03Z
dc.date.available2013-03-07T13:40:03Z
dc.date.issued2013-03-07
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/29604
dc.description.abstractResumo: O transporte e tratamento dos esgotos, bem como o tratamento e destinação correta do lodo são assuntos recorrentes no saneamento básico. No entanto, ainda não se encontram com frequência, na literatura, os custos atualizados para a implantação destes sistemas. Visando orientar estudos de viabilidade e políticas para implantação dos sistemas, o objetivo deste trabalho foi desenvolver métodos para estimativa de custos de implantação para a coleta e transporte dos esgotos, tratamento dos esgotos e tratamento do lodo. Foram atualizados custos de projetos para implantação dos sistemas de transporte e tratamento de esgoto. Também foram desenvolvidos pré-dimensionamentos e seus respectivos orçamentos, para diferentes vazões do lodo produzido em dois tipos de ETEs (UASB e UASB + Lodo Ativado). Os pré-dimensionamentos atenderam as seguintes etapas para o lodo já estabilizado: (i) adensamento, (ii) condicionamento, (iii) desaguamento e (iv) higienização para a disposição final. Para as redes coletoras foram obtidos estimativas de custos para a implantação de tubos de PVC com DNs entre 150 a 350 mm, considerando diferentes tipos de solos e urbanização. Para os Coletores e Interceptores foram apresentadas equações com DNs que variam de 200 a 800 mm, dentre materiais de PVC à Concreto Armado. Para as Estações Elevatórias de Esgoto - EEEs foram obtidas estimativas de custos para faixas de diferentes Alturas Manométricas - Hm: até 15 m.c.a., de 15 a 30 m.c.a., de 30 a 45 m.c.a. e acima de 45 m.c.a., com relação à vazão em L/s. Para as Linhas de Recalque - LR encontrouse estimativas de custo em função do Diâmetro Nominal - DN com a utilização de diferentes materiais (PEAD, PVC DEFoFo, FoFo e RPVC/PRFV). Para as Estações de Tratamento de Esgoto - ETEs foram obtidos custos para os sistemas de Lagoas de Estabilização, RALF + Filtro Anaeróbio, RALF + Lagoas Facultativas, UASB + Filtro Biológico e Lodos Ativados. Quanto aos sistemas de tratamento de lodo, considerando apenas os custos de implantação, para as ETEs do tipo UASB e UASB + LA até aproximadamente 35 L/s, pode-se optar pelo uso de leitos de secagem com calagem. A partir desta vazão fica sugerida a implantação de sistemas mecanizados.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectEsgotos - Custospt_BR
dc.subjectEsgotos - Tratamentopt_BR
dc.subjectLodo de esgotopt_BR
dc.titleCustos para implantação de sistemas de esgotamento sanitáriopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record