Show simple item record

dc.contributor.authorOliveira Junior, Jairo Calderaript_BR
dc.contributor.otherMelo, Vander de Freitas, 1966-pt_BR
dc.contributor.otherSouza, Luiz Claudio de Paulapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias do Solopt_BR
dc.date.accessioned2011-03-10T13:15:07Z
dc.date.available2011-03-10T13:15:07Z
dc.date.issued2011-03-10
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/25270
dc.description.abstractResumo: A amostragem do solo é uma importante etapa para caracterização dos atributos físicos e químicos de uma área e definir práticas de manejo e adubação. Para isso, usualmente é utilizada amostragem composta, que busca a representação da área através da homogeneização de amostras simples e, assim, a subdivisão da área em glebas homogêneas assume um importante papel. O objetivo deste trabalho foi avaliar a variabilidade dos atributos químicos (pH; Ca2+; Mg2+; Al3+; K; P; H; carbono orgânico) e físicos do solo (areia grossa, areia fina, silte e argila) em uma população de amostras em diferentes níveis de subdivisão das glebas e verificar a confiabilidade da amostragem composta da área. A área do estudo situa-se na Fazenda Experimental do Canguiri da Universidade Federal do Paraná, Curitiba (PR). A coleta das amostras foi realizada numa gleba de 12,88 ha, com espaçamento de 30 m, totalizando 135 amostras simples. Os dados obtidos foram analisados por medidas de dispersão e normalidade, tomando os seguintes níveis de subdivisão: i) área total (n=135); ii) compartimentos geomorfológicos: inferior (n=38), médio (n=60) e superior (n=37); iii) subdivisão dos compartimentos em unidades de mapeamento: inferior – 3 unidades, médio – 4 unidades, superior – 3 unidades. Os atributos que apresentaram maior variabilidade foram Al3+, P, K+. Com maior subdivisão da área, os parâmetros estatísticos mostraram menor variação dos dados. Para o Al3+, por exemplo, com a maior subdivisão os valores de amplitude (diferença percentual entre o valor mínimo e o valor máximo) passaram de 3.895% para 294%, mostrando a importância dos critérios utilizados na subdivisão das glebas. Em áreas com relevo mais acidentado, mesmo a coleta de amostra composta por compartimento ou por unidade de mapeamento não garantiu a homogeneidade da amostragem. A distribuição dos dados para maioria dos atributos em área total e em compartimentos geomorfológicos não seguiu a distribuição normal, restringindo o uso da amostragem composta nessas condições, ao contrário do observado quando a área foi subdivida em unidades de mapeamento.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleVariabilidade espacial de atributos físicos, químicos e mineralógicos de solos da formação Guabirotubapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record