Show simple item record

dc.contributor.advisorGarcia, Nilson Marcos Dias, 1951-pt_BR
dc.contributor.authorSilva, Otto Henrique Martins dapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2020-05-22T13:54:45Z
dc.date.available2020-05-22T13:54:45Z
dc.date.issued2006pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/7491
dc.descriptionOrientador: Nilson Marcos Dias Garciapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa: Curitiba, 2006pt_BR
dc.descriptionInclui bibliografia e anexospt_BR
dc.description.abstractResumo: Este trabalho desenvolve um estudo sobre a constituição do conceito de campo elétrico no âmbito da Ciência Física e da Física Escolar, tendo como objetivo a realização de uma análise de como foi constituído e como está posto o conceito de campo elétrico nas esferas do saber a ensinar e do saber ensinado. Para tal, se apóia na concepção de cultura escolar, segundo Jean Claude Forquin e de transposição didática desenvolvida por Yves Chevallard. Apoiado num breve resgate histórico da construção do conceito de campo elétrico, identificou-se e analisou-se os livros pelos quais os professores aprenderam e ensinam tal conceito, como também verificou-se como os alunos, em seus cadernos, registram o que aprenderam. As análises que foram realizadas em alguns manuais didáticos, tanto da Educação Superior como da Educação Básica, assim como, em alguns cadernos de anotações das aulas de Física, mostraram a forma como o conceito de campo elétrico se apresenta nos textos analisados, levando em consideração aspectos da cultura e da transposição didática associados a este conceito. Também, como resultados das análises, são apresentados aspectos associados ao saber que revelam a descontextualização e despersonalização observados durante o desenvolvimento do trabalho, como também, suas limitações e perspectivas de novas investigações.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This work presents a study about the composition of the electric field concept in Physics as science and in Physics at school. Its aim is to analyze how the concept of electric field was constituted and how this concept is present in teaching and learning. To achieve its aim, this study is based on Jean Claude Forquin's concept of school culture and on Yves Chevallard's view of didactic transposition. After a short historic review of how the electric field concept was made up, some books used by teachers to learn and to teach this concept were analyzed and as well as notes taken by students. The material for this analysis was taken from graduation and compulsory education textbooks and notebooks of Physics classrooms and it was able to point out how the electric field concept was composed in relationship to school culture and didactic transposition. Furthermore, the results of this analysis present non-contextualized and non-personalized aspects of knowledge observed during the study, study limitations and new lines of investigation.pt_BR
dc.format.extentix, 132 f. : tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectFísica - Estudo e ensinopt_BR
dc.subjectDissertações - Educaçãopt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titleA construção do conceito de campo elétrico : da ciência física à física escolarpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record