Show simple item record

dc.contributor.advisorMissio, Robson Fernando, 1979-pt_BR
dc.contributor.authorZambiasi, Fabio Junior Golnik, 1995-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor Palotina. Curso de Graduação em Agronomiapt_BR
dc.date.accessioned2020-01-09T18:06:20Z
dc.date.available2020-01-09T18:06:20Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/64995
dc.descriptionOrientador : Robson Fernando Missiopt_BR
dc.descriptionMonografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor dePalotina, Curso de Graduação em Agronomiapt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : A soja (Glycine max L. Merril) é a cultura agrícola de maior importância para o agronegócio nacional, sendo fundamental para o desenvolvimento socioeconômico de vários polos produtores e para o saldo positivo da balança comercial brasileira, seu cultivo é altamente difundido entre todas as regiões do país devido sua adaptabilidade e a grande diversidade de cultivares disponíveis no mercado para todas as regiões produtoras. Entre algumas características relevantes da cultura da soja, encontra-se seu potencial devido a época de semeadura, de forma que mesmo esta variando a cultura tende a apresentar uma produtividade uniforme caso se encontre no zoneamento climático agrícola. Pensando nessa característica o presente trabalho teve por objetivo observar a interferência de diferentes épocas de semeadura, utilizando diferentes cultivares de soja. Para tal, dez cultivares de soja foram utilizadas: BMX PONTA IPRO, NA 5909 RR, TMG 7262 RR, TMG 7060 IPRO, TMG 7067 IPRO, TMG 7062 IPRO, TMG 7363 RR, TMG 7063 IPRO, TMG 1264 RR e a linhagem TMG 1165. Duas diferentes épocas foram avaliadas (25/09/2016 e 09/10/2016). Foram avaliadas a altura das plantas (ALT); altura da inserção da primeira vagem (AIV); número de ramos totais (NRT); número de ramos produtivos (NRP); número de vagens (NV); peso de 100 grãos (P100) e produtividade Kg ha-1 (PROD). Foi utilizado o arranjo fatorial (Cultivares x Épocas), delineados em 3 blocos casualizados. As médias foram comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. Houve um aumento significativo da variável AIV e a redução do P100 com a semeadura mais tardia, para as demais variáveis não apresentou-se diferença estatística. As cultivares apresentaram diferença estatística dentro de cada época de semeadura. A primeira época de semeadura apresentou a maior média de produtividade 6025,02 Kg ha-1. A cultivar mais produtiva foi a TMG 7067 IPRO (7377,98 Kg ha-1). A cultivar que apresentou a menor produtividade foi a TMG 7063 IPRO (4516,89 Kg ha-1). Palavras-chave: Glycine max, época de semeadura, produtividade.pt_BR
dc.format.extent34 p. : Digital.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectAgronomiapt_BR
dc.titleAvaliação de caracteres agronômicos de cultivares de soja em diferentes épocas de semeadurapt_BR
dc.typeMonografia Graduação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record