Show simple item record

dc.contributor.advisorZanette, Fláviopt_BR
dc.contributor.authorConstantino, Valdecipt_BR
dc.contributor.otherWendling, Ivarpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Agronomiapt_BR
dc.date.accessioned2018-04-16T21:06:35Z
dc.date.available2018-04-16T21:06:35Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/47970
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Flávio Zanettept_BR
dc.descriptionCoorientador : Dr. Ivar Wendlingpt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Agronomia. Defesa: Curitiba, 07/03/2017pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Produção vegetalpt_BR
dc.description.abstractResumo: A Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze. é a única conífera nativa de importância econômica no Brasil. Apesar disso, ainda existem lacunas no conhecimento da sua reprodução vegetativa e aspecto nutricional. Os objetivos gerais do presente trabalho foram: avaliar a resposta da araucária à adubação; verificar a capacidade de mudança do tropismo e as características morfológicas de enxertos plagiotrópicos e verificar o potencial de multiplicação de brotações ortotrópicas na enxertia em ramos da espécie. Consequentemente, os objetivos específicos foram: (1) verificar os sintomas de deficiência nutricional na araucária; (2) estabelecer a dose de N, P e K para o maior crescimento e qualidade de mudas da espécie, bem como avaliar a distribuição de elementos/nutrientes em suas acículas; (3) verificar o crescimento, a cicatrização e a possibilidade de mudança do tropismo de enxertos plagiotrópicos empregando-se duas técnicas de enxertia em araucária e caracterizar a copa resultante; (4) avaliar a sobrevivência, a cicatrização, o crescimento e o potencial de multiplicação de brotações/borbulhas ortotrópicas pela enxertia de propágulos ortotrópicos sobre ramos da araucária. Mudas com seis meses foram adubadas com diferentes níveis de N, P e K em vasos. Foram avaliados parâmetros de crescimento e qualidade das plantas e o teor foliar destes elementos. Foi utilizada microscopia eletrônica de varredura (MEV) com espectroscopia por dispersão de energia (EDS) para avaliar a acumulação de elementos em quatro tipos de tecidos especializados das acículas. As plantas apresentaram sinais de deficiência nutricional na omissão de N e P, no entanto, o fornecimento destes elementos favoreceu o crescimento das mudas de araucária, resultando em maior conteúdo de biomassa seca, o que não ocorreu com o fornecimento de K, apesar do teor foliar deste elemento ter respondido de forma quadrática. Na baixa disponibilidade de P e K, esses elementos foram encontrados em baixas concentrações na epiderme, no mesófilo e em cristais. Conclui-se que o fornecimento de N e P promove resposta linear no teor foliar para estes elementos, refletindo melhoria no índice de qualidade de mudas de araucária, resultante da mudança de crescimento. A falta de resposta para o fornecimento de K indica consumo de luxo em relação ao crescimento. A disponibilidade de P e K no solo afeta a acumulação de elementos em acículas de araucária. Para avaliação do tropismo foram utilizadas brotações de ramos primários podados, as quais foram enxertadas sobre porta-enxertos de dois anos pela técnica de garfagem e borbulhia de placa. De acordo com os resultados, pelo menos 10% dos enxertos apresentaram crescimento vertical. Porém, em todos os casos os enxertos apresentaram morfologia de ramo. Conclui-se que a mudança do tropismo na enxertia de araucária não é suficiente para regenerar uma planta normal. Para avaliar o potencial de multiplicação de borbulhas, ramos de araucárias jovens (três anos de idade) foram enxertados com propágulos obtidos do segmento apical de tronco de mudas de dois anos. Obtiveram-se enxertos com boas condições de cicatrização, crescimento com características ortotrópicas e aptos para fornecimento de borbulhas viáveis. Conclui-se que a enxertia em ramos primários da araucária é viável. Portanto, a possibilidade de enxertia em vários ramos de uma mesma planta configura uma alternativa para multiplicação de borbulhas, sendo indicados ramos do verticilo superior, uma vez que estão menos sujeitos à dominância apical. Palavras-chave: Adubação de plantas. Microscopia eletrônica de varredura. Propagação vegetativa. Plagiotropismo.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Araucaria angustifolia (Bert.) O. Ktze. is the only native conifer with economic importance in Brazil. Despite this, there are still gaps in the knowledge of its vegetative reproduction and nutritional aspect. The general goals of the present study were: to evaluate the araucaria response to fertilization; verify the ability to change the tropism and the morphological characteristics of plagiotropic grafts and verify the potential for multiplication of orthotropic buds in the grafting of the species. Consequently, the specific objectives were: (1) to verify the symptoms of nutritional deficiency in araucaria; (2) to establish the N, P and K dose for the highest growth and quality of araucaria seedlings, as well as to evaluate the distribution of elements/nutrients in their needles; (3) to verify the growth, healing and the possibility of change of the tropism of plagiotropic grafts using two araucaria grafting techniques and to characterize the resulting canopy; (4) to evaluate the survival, healing, growth and the potential of multiplication of orthotropic buds by the grafting of orthotropic propagules on branches of the species. Araucaria seedlings with six months were fertilized with different levels of N, P and K in pots. Parameters of growth and quality of seedlings and foliar content of these elements were evaluated. Scanning electron microscopy (SEM) with energy dispersive spectroscopy (EDS) was used to evaluate the accumulation of elements in four specialized tissue types of the needles. The plants presented signs of nutritional deficiency in the omission of N and P, however, the supply of these elements favored the growth of araucaria seedlings, resulting in a higher content of dry biomass, which did not occur with the supply of K, although the leaf content of this element responded in a quadratic form. In the low availability of P and K, these elements were found in low concentrations in the epidermis, mesophyll and crystals. We concluded that the supply of N and P promotes a linear response in the leaf content for these elements, reflecting improvement in the quality index of araucaria seedlings, resulting from the change in growth. The lack of response to the supply of K indicates luxury consumption in relation to growth. The availability of P and K in soil affects the accumulation of elements in araucaria needles. To evaluate the tropism, shoots of pruned primary branches were used, which were grafted on two-year-old rootstocks using the cleft and patch budding grafting technique. According to the results, at least 10% of the grafts presented vertical growth. However, in all cases the grafts presented branch morphology. We concluded that the change of tropism in araucaria grafting is not enough to regenerate a normal plant. To evaluate the potential for multiplication of orthotropic buds, three-year-old araucaria branches were grafted with propagules obtained from the apical segment of two - year - old seedlings. Grafts were obtained with good healing conditions, growth with orthotropic characteristics suitable for the delivery of viable buds. We concluded that the grafting in primary branches of araucaria is viable. Therefore, the possibility of grafting in several branches of the same plant constitutes an alternative for the multiplication of orthotropic buds, being indicated branches of the superior whorl, since they are less subject to the apical dominance. Key words: Plant fertilization. Scanning electron microscopy. Vegetative propagation. Plagiotropism.pt_BR
dc.format.extent127, [6] f. : il. (algumas color.), tabs., grafs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectAgronomiapt_BR
dc.subjectPlantas - Nutriçãopt_BR
dc.subjectAdubaçãopt_BR
dc.subjectPropagacao vegetativapt_BR
dc.subjectEnxertiapt_BR
dc.titleNutrição de mudas e morfogênese da Araucaria angustifolia (Bert.) o. Ktze. submetida à enxertiapt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record