Show simple item record

dc.contributor.advisorCipolla, Francisco Paulo, 1955-
dc.contributor.authorMartins, Fábio Luiz San
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômico
dc.date.accessioned2017-02-14T17:20:03Z
dc.date.available2017-02-14T17:20:03Z
dc.date.issued2016
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/45353
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Francisco Paulo Cipolla
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Ecônomico. Defesa : 09/12/2016
dc.descriptionInclui referências : f.271-275
dc.description.abstractResumo: O objetivo desta tese é estudar como o valor da força de trabalho converte-se em forma-salário ou preço do trabalho e como a tomada de consciência social prática da relação-capital inspirada pela figura do preço do trabalho influi sobre o próprio movimento cotidiano dos salários. A abordagem deste estudo buscou reconstituir a teoria da forma-salário mediante pesquisa e discussão conceitual de pensamentos junto às obras mais representativas da reflexão madura de Marx, como os Grundrisse, os Manuscritos de 1861-1863 e os três livros de O capital, além de referências a outras produções literárias subsidiárias, mas também significativas, como Salário, Preço e Lucro (1865), Crítica ao Programa de Gotha (1875) e algumas cartas dos anos 1860 e 1870. A reconstituição do processo de transformação do valor da força de trabalho em preço do trabalho permitiu verificar as ilusões e falsidades produzidas nessa metamorfose, as quais conferem aos salários imagem transmutada e transfigurada do assalariamento. O desenvolvimento do conceito da forma-salário revelou que a aparência gerada pela figura do preço do trabalho ou salário consiste numa tomada de consciência necessária da relação social de produção (trabalhadores e capitalistas), através da qual os seus agentes conduzem na prática seu intercâmbio mútuo. O movimento do salário é resultado, de um lado, do empenho do capital de pressionar o preço do trabalho para o nível mais ajustado com a maior taxa de mais-valia possível e, de outro, da função necessária de consciência social da forma-salário, pela qual os trabalhadores concebem os seus rendimentos monetários como consoantes com o grau de extensão, intensidade e eficiência do seu trabalho realizado na jornada. O estudo do movimento dos salários serviu-se de numerosas simulações numéricas (apoiadas em pressupostos teóricos devidamente justificados pelo desenvolvimento do conceito da forma-salário). Constam nessas simulações, cálculos das medidas reais do salário (absoluto e relativo) que possibilitaram verificar as repercussões da conjuntura salarial sobre a situação de vida material dos trabalhadores. As medidas quantitativas nominais da forma-salário levam à concepção de que os rendimentos monetários são expressão do trabalho realizado e não representação subjacente do custo de reprodução da mercadoria força de trabalho. O salário nominal (absoluto e relativo) impossibilita aos trabalhadores imediatamente divisarem os impactos de dada conjuntura salarial sobre sua existência material e social, fato que uma vez desnudado pelo salário real (absoluto e relativo) tornou sua mensuração procedimento fundamental da análise dos movimentos cotidianos do preço do trabalho. Palavras-chaves: Força de trabalho. Forma-salário. Preço do trabalho. Movimento dos salários.
dc.description.abstractAbstract: The objective of this thesis is to study how the value of the workforce becomes form-earnings or price of labour and how making practice social awareness of the relationship-capital inspired by the price of labour figure influences the quotidian movement of wages. The approach of this study sought to reconstruct the theory of wage-form through research and conceptual discussion of thoughts along the most representative works of the mature reflection of Marx, like the Grundrisse, Manuscripts of the 1861-1863 and the three books of Capital, and references to other literary productions subsidiaries, but also significant, as Wages, Price and Profit (1865), Critique of the Gotha Program (1875) and some letters of the 1860s and 1870s. Reconstitution of the process of transformation of the workforce in price value of work has shown the illusions and falsehoods produced this metamorphosis, which give the image wages transmuted and transfigured the wage. The development of form-wage concept revealed that the appearance created by the price of labour figure or salary is a necessary awareness of the production of social relationship (workers and capitalists), through which its agents lead in practice their mutual exchange. The movement of wages is a result, on the one hand, the commitment of capital to press the price of labour to the most adjusted level with the highest added value rate possible and on the other, the necessary function of social consciousness-form salary whereby workers design their monetary income as consonant with the degree of extension, intensity and efficiency of your work on the journey. The movement of wages study made use of numerous numerical simulations (supported by theoretical assumptions justified by the development of the concept of form-wage). Contained in these simulations, calculations of actual measurements of the salary (absolute and relative) that enabled the repercussions of wage situation on the situation of material life of workers. Nominal quantitative measures of wage-form lead to the idea that monetary income is expression of the work and not underlying representation of the reproduction cost of the commodity labour power. The nominal wage (absolute and relative) prevents the workers immediately realize the impacts of a given wage situation on their material and social existence, a fact that once laid bare the real wage (absolute and relative) has its measurement fundamental procedure of the analysis of everyday movements price of labour. Keywords: Labour power. Wage-form. Price of labour. Movement of wages.
dc.format.extent275 f.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectMarx, Karl, 1818-1883
dc.subjectSalarios
dc.subjectTrabalho - Aspectos econômicos
dc.subjectEconomia marxista
dc.titleA forma-salário no pensamento econômico de Marx
dc.typeTese


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record