Show simple item record

dc.contributor.advisorAntoniuk, Sergio Antonio, 1955-
dc.contributor.authorCosta, Maria Tereza
dc.contributor.otherLopes, Shiderlene Vieira de Almeida
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente
dc.date.accessioned2016-10-05T19:10:48Z
dc.date.available2016-10-05T19:10:48Z
dc.date.issued2016
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/44063
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Sérgio Antônio Antoniuk
dc.descriptionCoorientador: Profª. Drª. Shiderlene Vieira de Almeida
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente. Defesa: Curitiba, 09/04/2016
dc.descriptionInclui referências : f.114-121
dc.descriptionÁrea de concentração: Neuropediatria
dc.description.abstractResumo: Introdução: Do nascimento a aproximadamente 6 anos de idade, as crianças passam por transformações quantitativas e qualitativas que se completam na relação com o meio sociocultural, com trocas de experiências e com oportunidades de aprendizagem. Investigar como o processo de desenvolvimento de crianças pequenas ocorre, propondo encaminhamentos e intervenções que possam eliminar ou diminuir possíveis obstáculos para a aprendizagem, é oportuno para facilitar a inserção no Ensino Fundamental e possibilitar o enfrentamento das demandas da aprendizagem acadêmica. Uma boa triagem do desenvolvimento, na primeira infância, pode oferecer aos professores a indicação de planos de trabalho e de intervenções pedagógicas potencializadoras de respostas positivas. Objetivos: Investigar se os Sistema de Triagem Pré-Escolar (PSS) pode ser utilizado na avaliação do desenvolvimento neuropsicomotor de crianças de 4 anos e 4 meses a 6 anos e 7 meses, em uma amostra da cidade de Curitiba. Comparar os resultados obtidos na aplicação do PSS em crianças da cidade de Curitiba com o estudo realizado em crianças norte-americanas, tendo como parâmetro o mesmo instrumento de triagem. Elaborar, por meio da construção de curvas de percentis, valores de referência para a utilização do PSS. Métodos: Estudo observacional e transversal, realizado em quatro Centros Municipais de Educação Infantil, quatro Escolas Municipais de Ensino Fundamental e duas Escolas Particulares que atendem da Educação Infantil ao Ensino Fundamental, na cidade de Curitiba. Áreas investigadas: Consciência e Controle Corporal, Visuoperceptivo-motora e Linguagem. A amostra foi composta por 411 crianças de ambos os sexos. O grupo de aplicadores foi formado por profissionais com nível superior e experiência em avaliação e intervenção, submetidos a curso de capacitação sobre a teoria e a prática de aplicação do PSS. Os dados obtidos na pontuação total e em cada subteste do instrumento foram registrados em planilha eletrônica e demonstrados em dois gráficos para cada variável, um com medidas descritivas e outro com curvas ajustadas. Resultados: Em comparação com as crianças norte-americanas, as crianças de Curitiba encontram-se em desvantagem nas faixas de 4 anos e 4 meses a 4 anos e 11 meses, passando a ter resultado equivalente ou superior a partir de 5 anos. Destaque para o subteste Imitação, onde as crianças de Curitiba apresentaram resultado superior em todas as faixas etárias e na pontuação total. Conclusão: O PSS mostrou-se um instrumento prático, completo, de fácil compreensão e curta aplicação, que permite a avaliação das principais áreas cognitivas responsáveis pela aprendizagem. Os dados apresentados possibilitaram a construção de gráficos com curvas de medidas descritivas e representação em mediana e percentis. Os gráficos contribuíram para a elaboração de curvas de percentis com valores de referência, que originaram tabelas construídas conforme distribuição dos dados em 5 categorias: Grupo Superior, Grupo Médio Superior, Grupo Médio, Grupo Médio Inferior e Grupo Inferior. Palavras-chave: Desenvolvimento Infantil. Primeira Infância. Aprendizagem. Intervenção Precoce. Sistema de Triagem Pré-Escolar.
dc.description.abstractAbstract: Introduction: From birth to about 6 years of age, children undergo quantitative and qualitative changes, which are fully developed in the socio-cultural environment through experiences and learning opportunities. It seems appropriate to investigate the development process of young children, proposing referrals and interventions that can reduce or eliminate potential obstacles to learning, in order to facilitate insertion in Elementary Education and allow the confrontation of the demands of academic learning. Good developmental screening in early childhood can also guide teachers in planning their work and the pedagogical interventions that will bring forth positive responses. Objectives: To investigate whether the Preschool Screening System (PSS) can be used in the assessment of psychomotor development of children 4 years and 4 months to 6 years and 7 months old in a sample in the city of Curitiba. To compare the results obtained in applying the PSS on Brazilian children with the results obtained in American children. To develop, through the construction of percentile curves, reference values for the use of the PSS. Methods: This was an observational, cross-sectional study conducted in four Municipal Centers of Child Education, four Municipal Elementary Schools and two private schools serving from kindergarten to elementary school in Curitiba. It investigated the areas: Body Awareness and Control, Visual Perceptual Motor, and Language. The sample consisted of 411 children of both sexes. The applicators were professionals with higher education and experience in assessment and intervention, having undergone training course on the theory and practice of the PSS. The data on the instrument total score and each subtest were recorded in a spreadsheet and demonstrated through two graphs for each variable, one with descriptive measures and the other with adjusted curves. Results: Compared with American children, children of Curitiba are at a disadvantage in groups 4 years and 4 months to 4 years and 11 months old, but showed equivalent or better results from 5 years on. Subtest Imitation showed especial relevance, as the children of Curitiba obtained superior results in all age groups and in the total score. Conclusion: The PSS proved to be a practical, complete and easy to understand instrument, demanding a short time for its application, which allows the evaluation of the main cognitive areas responsible for learning. The PSS presented data that enabled the construction of graphs with curves of descriptive measures and representation in median and percentiles. The graphics have contributed to the development of percentile curves with reference values, which originated tables built according to the data distribution in five categories: Superior Group, Medium Superior Group, Medium Group, Lower Medium Group, and Low Group. Keywords: Child Development. Early Childhood. Learning. Early Intervention. Preschool Screening System.
dc.format.extent166 f. : il., algumas color.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.titleAplicação e interpretação do sistema de triagem pré-escolar (PSS) : um estudo exploratório em uma amostra de criança de 4 anos e 4meses a 6 anos e 7 meses da cidade de Curitiba - PR
dc.typeTese


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record