Show simple item record

dc.contributor.advisorGuérios, Ettiène Cordeiro
dc.contributor.authorPivovar, Eloisa Leal Silvério
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação
dc.date.accessioned2017-01-10T13:37:51Z
dc.date.available2017-01-10T13:37:51Z
dc.date.issued2016
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/43636
dc.descriptionOrientadora: Profª Drª Ettiène Cordeiro Guérios
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa: Curitiba, 22/03/2016
dc.descriptionInclui referências : f. 162-166
dc.description.abstractResumo: Esta dissertação visa discutir o modo de ver e atuar da figura de autoridade sobre a realidade de alunos que apresentam apatia para a aprendizagem, relacionando sua forma de lidar com o conhecimento com as implicações na produção de saberes e no desenvolvimento de crianças autônomas em seu pensar. Fundamenta-se em perspectiva teórica que entende que é pelo exemplo e pela imitação que as forças vivas do corpo se fortalecem ou se atrofiam. Parte do pressuposto de que o conhecimento científico-espiritual do ser humano é a base para a compreensão dos problemas sociais e antídoto para o sentimentalismo sobrevalorizado em comparação com a razão. Foram considerados na discussão, a competência e os atributos comportamentais e sociais aparentes de estudantes, para daí se extraírem dados referentes às influências externas recebidas, tanto do âmbito familiar quanto do escolar. A pesquisa fez uso de abordagem fenomenológica, com método misto, com predomínio qualitativo. Com base na tríade observar, intelectualizar e idear, o estudo não padronizado teve amostra intencional. Contou com a participação de 59 sujeitos sendo 30 adultos e 29 estudantes. O fenômeno da apatia para a aprendizagem foi organizado por tipologias e na modalidade de estudo de caso, resultando na descrição de três casos diferenciados pelo nível de dependência na realização das tarefas. Verificou-se que o desenvolvimento cognitivo e moral da criança sofre a influência direta da condição de liberdade da figura de autoridade, sendo ela a responsável pelas características das representações mentais que estruturam o pensamento da criança. Com base nas ideias de Rudolf Steiner e de Viktor E. Frankl apresentam-se elementos teóricos para se argumentar em defesa da inclusão de reflexões sobre autoconhecimento na formação dos educadores. Palavras-chave: Autoridade. Autoconhecimento. Desenvolvimento. Ensino-Aprendizagem. Formação.
dc.description.abstractAbstract: This dissertation aims to discuss how authorities see and act regarding the reality of children with learning problems, exploring the relationship between the ways of dealing with the knowledge, the implications in the production of knowledge and the development of thinking in free children. The theoretical perspective considers that is through learning by example and by imitating that the body's living forces strengthen or atrophy. It assumes that the scientific-spiritual knowledge of the human being is the basis for the understanding of social problems and the antidote to overvalued sentimentalism when compared to reasoned analysis. The students' behavioral and apparent social attributes were surveyed, and that data was investigated regarding influences received from both the family and school. The researcher made use of a phenomenological approach, with mixed, but predominantly qualitative methods. The pillars of the study were observed, intellectualized and idealized. This non-standard study had an intentional sample of 59 participants, these being 30 adults and 29 students. The phenomenon of apathy for learning was organized by typologies, resulting in the description of three different cases by the level of dependency in the tasks. It was found that child cognitive and moral development suffer from the direct influence of the relation to freedom condition of an authority figure, this individual being responsible for the characteristics of mental representations that structure the thinking of the child. Based on the ideas of Rudolf Steiner and Viktor E. Frankl, this work presents theoretical elements to argue in defense of the inclusion of reflections on self-knowledge in the training of educators. Key words: Authority. Self-knowledge. Development. Formation. Teaching-learning.
dc.format.extent171 f. : il., algumas color.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectAutoridade - Aspectos sociais
dc.subjectEnsino - Aprendizagem
dc.subjectEducação - Autonomia
dc.titleA autoridade como mediadora na promoção de adultos livres e autônomos em seu pensar : uma discussão a partir de Rudolf Steiner e Viktor E. Frankl
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record