Show simple item record

dc.contributor.advisorMonteiro, Alda Lucia Gomes
dc.contributor.advisorLustosa, Sebastião Brasil Campos
dc.contributor.authorCoimbra, Carlos Henrique Guimaraes
dc.contributor.otherMoraes, Anibal de, 1956-
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Agronomia
dc.date.accessioned2016-11-11T18:24:21Z
dc.date.available2016-11-11T18:24:21Z
dc.date.issued2016
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/43510
dc.descriptionOrientador : Alda Lucia Gomes Monteiro
dc.descriptionCo-orientador : Anibal de Moraes; Sebastião Brasil Campos Lustosa
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Agronomia. Defesa: Curitiba, 29/02/2016
dc.descriptionInclui referências: f: 25-27-51-54-58-63
dc.descriptionÁrea de concentração: Produção vegetal
dc.description.abstractResumo: Em áreas de proteção ambiental é vedado o uso de herbicidas para o controle de plantasdaninhas levando, nessas condições específicas de convivência entre plantas, ao uso de meios alternativos que permitam o estabelecimento de plantas cultivadas. Diferentes métodos de preparo de solo e de semeadura podem alterar a população de plantas-daninhas e promover vantagem competitiva no estabelecimento de plantas cultivadas. Nesse contexto, um experimento foi conduzido na Fazenda Experimental Canguiri - UFPR, localizada em Área de Proteção Ambiental do Rio Iraí (APA do Iraí), em Pinhais, PR, Brasil, com objetivo de avaliar os efeitos dos métodos de preparo de solo e semeadura sobre o estabelecimento de Panicum maximum cv. Áries na região subtropical do Brasil, em área de proteção ambiental, sem uso de herbicidas. As plantas de capim Áries e as plantas-daninhas foram analisadas por meio da densidade relativa, importância relativa e frequência relativa aos 15, 33 e 58 dias após a semeadura da forrageira. Para isso, foram comparados três métodos de preparo de solo: 1) preparo convencional, constituído por uma aração com arado de aiveca, seguido por uma gradagem com grade aradora e uma gradagem niveladora; 2) preparo reduzido, com apenas uma aração com arado de aiveca; 3) preparo reduzido com apenas uma gradagem com grade aradora; e dois métodos de semeadura: 1) em linhas, com as sementes depositadas no solo dentro do sulco de semeadura, e 2) em linhas, com as sementes depositadas na superfície do solo. O delineamento utilizado foi em blocos casualizados em esquema fatorial 3x2 com quatro repetições. Os métodos de preparo de solo não alteraram o estabelecimento do capim Áries. As menores densidades e frequências relativas de plantas-daninhas foram obtidas no método de preparo de solo reduzido com apenas uma aração com arado de aiveca e semeadura em linha na superfície do solo. Em outro experimento, com objetivo de avaliar o efeito do consórcio aveia e azevém sobressemeados sobre o capim Áries no outono-inverno e o rebrote do capim Áries na primavera sob fertilização nitrogenada, foram avaliadas as variáveis morfogênicas taxa de surgimento de folhas, filocrono, taxa de senescência, taxa de elongação foliar, tempo de vida das folhas, número de folhas vivas e lâmina verde total, bem como produção de massa seca (kg ha-1) do capim Áries durante sua rebrota na primavera. O delineamento experimental foi em esquema fatorial 2x2x2 inteiramente casualizado, com oito tratamentos em parcelas subsubdivididas. As parcelas foram constituídas pela sobressemeadura ou não das espécies de inverno nas parcelas de capim Áries; as subparcelas, pelas quantidades de nitrogênio (50 kg e 250 kg ha-1) e as subsubparcelas foram constituídas por posições de perfilhos: lateral e central. Foram utilizadas dez repetições das subsubparcelas dentro de cada subparcela. A variável lâmina verde total foi aumentada pela presença das espécies de inverno. A variável tempo de vida das folhas do capim Aries foi aumentada na ausência das espécies de inverno. O convívio com as forrageiras de inverno alterou o retorno do capim Áries atrasando seu rebrote no verão em mais de 30 dias. As maiores taxas de emissão de folhas e comprimento de lâmina verde total compensaram o atraso no desenvolvimento do capim Áries na fase de rebrota, independentemente dos níveis de adubação e da posição dos perfilhos na planta. Palavras-chave: plantas-daninhas, Panicum maximum, forrageiras hibernais, área de proteção ambiental, morfogênese.
dc.description.abstractAbstract: In environmental protected areas is forbidden the use of herbicides to control weeds, requiring alternative methods to enable establishment of cultivated plants. Different tillage and sowing methods can suppress the weeds population and promote competitive advantage for the cultivated plants. In this context, an experiment was conducted in the Environmental Protected Area of Iraí River, in Pinhais, PR, Brazil, to evaluate different tillage and seeding methods on the Aries grass (Panicum maximum cv. Aries) establishment without using herbicides. The experiment was carried out in a completely randomized design with four replications, in a 3x2 factorial, including as factors three tillage methods: 1) conventional; 2) reduced tillage with the moldboard plow; 3) reduced tillage with a single harrowing; and two sowing methods: A) in line, with the seeds deposited in the ground within the planting furrow, and B) in line, with the seeds deposited on the soil surface. Aries grass and weeds were analyzed for the relative density, relative importance and frequency at 15, 33 and 58 days after the forage sowing. The tillage methods did not alter the Aries grass establishment. Lower weed density and relative frequency were obtained with the reduced tillage with the moldboard plow and seeding on the soil surface. Other experiment was conducted to evaluate the effect of over-seeding oat and ryegrass on the Aries grass in the autumn-winter season, over the Aries grass regrowth in the spring. The morphogenic variables leaf appearance, phyllochron, leaf senescence, leaf elongation, leaf lifetime, number of living leaves, whole green blade and dry matter yield (kg ha-1) were evaluated. The experiment was in a split-splitplot design, including as main plots over-seeding or not the winter species; the subplots were two nitrogen doses (50 kg and 250 kg ha-1) and subsubplots were two tiller positions (lateral and central). Ten subsubplots repetitions were used within each subplot. The overall green blade of Aries grass increased due to the winter species presence. The leaf lifetime of Aries grass increased where winter species were absent. Aries grass cohabitating with winter forage delayed the Aries grass regrowth in summer for more than 30 days. The greater leaf length and total green blade counterweighed the delay in the Aries grass regrowth, regardless of nitrogen doses and the tiller position in the plant. Keywords: weeds, nitrogen, forage intercropping, pasture establishment, morphogenesis.
dc.format.extent67 f. : il., grafs., tabs, algumas color.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectCapim-guine
dc.subjectPlantas forrageiras
dc.subjectErva daninha - Controle
dc.subjectSolos - Preparo
dc.titleMétodos de preparo de solo e semeadura de Panicum maximum cv. Áries e o consórcio com forrageiras hibernais
dc.typeTese


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record