Show simple item record

dc.contributor.advisorSoccol, Vanete Thomaz
dc.contributor.authorSotomaior, Cristina Santos
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias
dc.date.accessioned2015-12-22T12:40:06Z
dc.date.available2015-12-22T12:40:06Z
dc.date.issued1997
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/40714
dc.descriptionOrientador: Vanete Thomaz Soccol
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Parana, Setor de Ciencias Agrarias
dc.description.abstractResumo: Com o objetivo de identificar os animais resistentes e susceptíveis aos helmintos gastrintestinais, foi estudado um rebanho ovino, na região de Curitiba, formado por 64 ovelhas e 77 cordeiros. As ovelhas foram avaliadas durante 4 meses, da fase de parto até o final da lactação. Os cordeiros foram avaliados também durante 4 meses, com o início do experimento um mês após o desmame. Tanto para ovelhas como para cordeiros, foram analisados os dados de OPG (ovos por grama de fezes), número de eosinófilos sangüíneos, hematócrito, concentração de hemoglobina e tipo de hemoglobina. A primeira metodologia, empregada para a identificação e seleção dos animais, foi baseada somente nos valores de OPG. Para tanto, foram formuladas várias hipóteses, onde eram usados diferentes critérios quanto ao número de avaliações de OPG e quanto ao nível de corte. Para as ovelhas, selecionou-se, em média, 20% do rebanho como resistente e 18% como susceptível. A média de OPG das ovelhas resistentes e susceptíveis, na última avaliação, foi de 386,59 OPG e 7891,90 OPG, respectivamente. Houve diferença significativa entre os dois grupos quanto aos valores de hematócrito, concentração de hemoglobina e número de eosinófilos. Quanto aos cordeiros, 19,5% dos animais foram considerados resistentes, com média de OPG, na terceira avaliação, de 390,84 OPG; e 18%, susceptíveis, com média de 8528,76 OPG. Também houve diferença significativa entre os grupos dos cordeiros resistentes e susceptíveis, quanto aos valores de hematócrito e concentração de hemoglobina. Quanto ao número de eosinófilos, também houve diferença, porém não significativa estatisticamente. No presente experimento, não foi possível estabelecer relação entre o tipo de hemoglobina e resistência aos parasitas. Outra metodologia empregada para a seleção dos animais resistentes e susceptíveis, foram as análises de Cluster e K-médias. Para estas análises classificatórias, foram utilizados todos os caracteres estudados (OPG, eosinófilos, hematócrito e concentração de hemoglobina). Estas análises confirmaram os resultados obtidos pelo método anterior e indicam que o nível de corte de OPG utilizado poderia ser maior. Portanto, a inclusão de análises como a de Cluster, na seleção dos animais, permitiria o estabelecimento de níveis de corte mais apropriados para o grau de infecção e, conseqüentemente, níveis de contaminação de pastagens, do Paraná. A grande contribuição da identificação de animais resistentes e susceptíveis para a ovinocultura paranaense seria no sentido de possibilitar a eliminação dos animais altamente susceptíveis, por serem estes os grandes responsáveis pelos altos índices de contaminação das pastagens.
dc.description.abstractAbstract: In order to identify sheep that are resistant or susceptible to gastrointestinal nematodes, one flock of 64 ewes and 77 lambs was monitored, in Paraná State, Brazil. The ewes were studied during 4 months, covering the lactation period while the lambs started to be analyzed one month after weaning, also for 4 months. The parameters examined were: faecal egg counts (epg), blood eosinophils counts, packed cell volume (PCV), haemoglobin concentration and haemoglobin type. Two methods were used to identify the resistant and susceptible animals. The first one was based only on the faecal egg counts. Different hypothesis were formulated, using different numbers of observations and different levels of cut-off. An average of 20% of the ewes were considered resistant, whereas 18% were considered susceptible. The mean epg of resistant and susceptible ewes, in the last faecal egg count, was 386,59 epg and 7891,90 epg, respectively. When the results of eosinophils, PCV and haemoglobin concentration of the two groups (resistant and susceptible) were compared, there was a significant difference between them. In the group of lambs, 19,5% were considered resistant, with a mean epg of 390,84 epg; and 18%, were considered susceptible, having a mean of 8528,76 epg. Again there was a significant difference between resistant and susceptible lambs when PCV and haemoglobin concentration were considered. The eosinophils also showed a difference, but it was not statistically significant. Under these experimental conditions, it was not possible to establish any kind of relationship between haemoglobin type and resistance to helminths. The second method used to select resistant and susceptible sheep was based on the cluster analysis. For this kind of analysis all traits studied were considered (epg, eosinophils, PCV, haemoglobin concentration). The results obtained with this method confirmed the other one. In some cases, this analysis considered more animals in each group, indicating that the cut-off used in the other method could be greater. So, this kind of methodology could help to establish the cut off that would be more adapted to the high levels of infection of the animals in this region. The most important contribution of identifying the resistant and susceptible animals for the sheep production in the Paraná State, would probably be the possibility of culling or housing the highly susceptible sheep, because they are the great responsible for the high level of pasture contamination.
dc.format.extent109f. : grafs., tabs. ; 30cm.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subject616.6:636.32/.38
dc.subjectOvino - Doenças
dc.subjectHelmintologia veterinaria
dc.subjectOvino - Parasito
dc.subjectTeses
dc.titleEstudo de caracteres que possam auxiliar na identificação de ovinos resistentes e susceptiveis aos helmintos gastrintestinais
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record