Show simple item record

dc.contributor.authorAntunes, Cristiano Eduardopt_BR
dc.contributor.otherScheer, Sergio, 1957-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Tecnologia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Construção Civilpt_BR
dc.date.accessioned2014-08-18T17:42:32Z
dc.date.available2014-08-18T17:42:32Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/35742
dc.description.abstractResumo:A indústria da construção é alvo de uma constante pressão para melhoria de seus processos e redução de desperdícios. A modelagem da informação da construção (BIM, sigla em inglês para Building Information Modeling), com todas as suas características, tem um notável potencial para aprimorar diversos aspectos do setor. É conhecido que a execução de um edifício é uma atividade de grupo. Isto é, os diversos participantes devem interagir entre si, compartilhando informações. Assim, para que a BIM seja adotada de forma abrangente e utilizada plenamente, a questão da interoperabilidade deve ser tratada. A interoperabilidade é a capacidade de intercâmbio de informações entre dois ou mais sistemas. Para se conseguir chegar à interoperabilidade, foi criado o modelo de dados IFC (Industry Foundation Classes), que é um apanhado de classes relacionadas a toda informação no ciclo de vida da edificação. Todavia, na prática não é toda a informação do edifício que é compartilhada entre os envolvidos, mas sim uma parcela do modelo IFC referente a um determinado estágio da construção. Assim, para ter conhecimento de quais informações devem ser transmitidas de um profissional a outro em certa fase da obra, surgiu o IDM (Information Delivery Manual). O IDM é uma metodologia destinada a mapear os processos que ocorrem na indústria da construção, os agentes envolvidos, os requisitos de informação destes e quais partes do modelo IFC dão suporte a tais requisitos. Deste modo, sabendo da importância do projeto no ciclo de vida da edificação, a presente pesquisa tem o objetivo de explorar o processo de projeto de estruturas em concreto armado para obras de saneamento através de sistemas BIM, bem como os requisitos de informação dos intervenientes, por meio da metodologia IDM. Buscou-se mapear os processos e determinar os requisitos de troca de informação dos envolvidos, bem como propor um processo otimizado para o projeto. Para isso, desenvolveu-se um estudo de caso em uma empresa de projetos, onde o pesquisador coletou os dados através de observação participante, entrevistas e análise documental. De fato, o pesquisador atuou intensivamente no caso, dimensionando e detalhando estruturas para obras de saneamento. Após a coleta de dados, foram elaborados mapas de processos constando todas as atividades desenvolvidas durante os projetos. Além disso, foram apropriadamente desenvolvidos os requisitos de troca de informação para cada uma das atividades, segundo os padrões do IDM. Foi possível caracterizar, com grande detalhe, o processo de projeto de estruturas de concreto armado para obras de saneamento através de sistemas BIM, assim como os requisitos de informação dos profissionais envolvidos. Percebeu-se também a inexistência de algumas entidades IFC que demonstraram-se necessárias quando do mapeamento dos requisitos de troca. Ainda, foi proposto um fluxo de processos otimizado. Palavras-chave: Building Information Modeling. Industry Foundation Classes. Information Delivery Manual.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.titleMapeamento de processos e determinação de requisitos de informação em projetos de estruturas em concreto armado para obras de saneamento através de sistemas BIMpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record