Show simple item record

dc.contributor.authorSantos, Hevertton Luiz Bozzo Silva dospt_BR
dc.contributor.otherPereira-Ferrari, Lilianpt_BR
dc.contributor.otherRosario Filho, Nelson Augusto, 1949-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescentept_BR
dc.date.accessioned2014-03-11T14:25:57Z
dc.date.available2014-03-11T14:25:57Z
dc.date.issued2012pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/34828
dc.description.abstractResumo: Introdução: A vitamina D (VD) é tema de diversos estudos com objetivo de determinar sua influência nos mecanismos imunológicos, incluindo os alérgicos. É provável que mutações ou polimorfismos do gene do receptor de VD (VDR) se relacionem com os níveis séricos de VD, e assim, com a frequência de asma. O objetivo deste estudo é verificar a relação dos polimorfismos do VDR com o diagnóstico de asma e com os níveis séricos de VD em asmáticos. Métodos: Estudo observacional analítico transversal prospectivo realizado com crianças entre 7 e 14 anos, divididas em 3 grupos: um grupo de asmáticos, em uso de corticóide inalatório (CTCI) há mais de 1 ano; um grupo de asmáticos sem necessidade de CTCI para o controle da doença há mais de 1 ano; um grupo de não asmáticos e não alérgicos de acordo com o questionário ISAAC e níveis de IgE, sem diagnóstico estabelecido de doenças crônicas. Dados clínicos dos asmáticos foram obtidos dos prontuários padronizados. Resultados de espirometria e testes cutâneos alérgicos foram registrados. Foi avaliada a presença do polimorfismo CDX2 do promotor do VDR por PCR alelo específica, assim como polimorfismos inespecíficos dos exons 2 e 3 por PCR-SSA. IgE total e IgE específica para Dermatophagoides pteronyssinus, Blomia tropicalis, e Lolium perenne foram obtidos de todos os indivíduos. Níveis de 25(OH)VD, cortisol matinal, PTH, cálcio, fósforo e fosfatase alcalina foram determinados nos asmáticos. Resultados: No total, 77 crianças foram avaliadas. A média de idade foi 10,8 (+ 2,2 anos), 57% do gênero masculino, e todos provenientes de Curitiba (latitude aproximada 25º negativos) e região metropolitana. 38 pertenciam ao grupo de asmáticos em uso de CTCI, 22 sem CTCI e 17 no grupo de não asmáticos. Entre os asmáticos, 8 atingiram critérios de obesidade (OMS). Mais de 90% dos asmáticos tiveram diagnóstico de rinite alérgica. O polimorfismo CDX2 em homozigoze esteve presente em 23% dos asmáticos e ausente entre os controles (p=0,03). Menores níveis de VEF1% foram encontrados entre os asmáticos (p=0,001), homozigotos para o CDX2. Variações nas sequências dos exons 2 e 3 obtidos por PCR-SSCA, não foram relacionadas com a asma ou com os demais testes neste grupo. Deficiência ou insuficiência de VD foi diagnosticada em 98% dos indivíduos. Não houve associação entre os níveis de VD e os polimorfismos encontrados. Baixos níveis de cortisol foram observados em 28,3% dos asmáticos (p=0,01), entretanto o grupo de asmáticos sem prescrição de CTCI apresentou valores similares de cortisol. Conclusão: Observou-se associação positiva entre a presença do polimorfismo CDX2 em homozigoze com diagnóstico de asma, e com menores valores de VEF1%. Baixos níveis de VD estiveram presentes nesta amostra, não havendo distinção entre o grupo de asmáticos e não asmáticos. Assim como o CDX2, sugere-se que outros polimorfismos do VDR, capazes de modificar a interação celular com a vitamina, estejam associados com a prevalência de asma, e, talvez, com a dificuldade de controle da doença.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectAsma em criançaspt_BR
dc.subjectVitamina Dpt_BR
dc.subjectAsmapt_BR
dc.titleMutações do gene VDR e níveis séricos de vitamina D em crianças com asmapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record