Show simple item record

dc.contributor.authorGandin, Rosangela Valachinskipt_BR
dc.contributor.otherBranco, Veronica, 1947-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2020-10-02T14:21:46Z
dc.date.available2020-10-02T14:21:46Z
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/33672
dc.descriptionOrientadora: Profª Drª Verônica Brancopt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa: Curitiba, 30/08/2013pt_BR
dc.descriptionBibliografia: f. 110-115pt_BR
dc.descriptionLinha de pesquisa: Cognição, aprendizagem e desenvolvimento humanopt_BR
dc.description.abstractResumo: o presente estudo procurou responder a questão de como as crianças do 3° ano do ensino fundamental podem aprender a produzir textos narrativos em uma proposta de intervenção. O objetivo principal era avaliar o desenvolvimento da aprendizagem da produção de textos narrativos, a partir de uma proposta de intervenção sóciointeracionista, que empregou atividades de leitura, de escrita, de re-escrita, de análise linguística e material lúdico, como estratégias de ensino. Participaram da pesquisa 42 crianças na faixa etária de 7 a 12 anos, provenientes de família com baixo poder aquisitivo e pouco acesso à cultura, tendo o rádio e a televisão como os principais meios de comunicação e que estavam matriculadas em duas turmas do 3° ano do ensino fundamental, em uma escola da rede municipal de Matinhos, Estado do Paraná. As crianças foram divididas em dois grupos: um de intervenção e outro como grupo controle. A intervenção foi realizada em três etapas: a primeira delas constou de uma avaliação diagnóstica, com todos os participantes. A segunda, de intervenção propriamente dita, foi realizada só com os 18 alunos que compunham o grupo de intervenção. A terceira etapa, a de avaliação somativa, foi realizada com todas as crianças dos dois grupos. Na primeira e na terceira etapa, após recapitulação oral, as crianças foram convidadas a escrever e a reescrever o texto da história Chapeuzinho Vermelho. A avaliação diagnóstica serviu para classificar o nível de desenvolvimento de escrita alfabética de todas as crianças. Já a avaliação somativa, para determinar os avanços conseguidos pelas crianças na produção textual. A segunda etapa, sessão de intervenção propriamente dita, ocorreu, em duas semanas sucessivas, totalizando 20 horas de atividades, distribuídas em 9 sessões. Nas sessões foram trabalhados textos de histórias conhecidos na oralidade - A pequena sereia, A bela adormecida e Cinderela - utilizando-se de estratégias que contemplaram: leitura com mediação, leitura dramatizada, análise de textos por parágrafo, produção textual em partes, utilização de fichas de conteúdo, materiais lúdicos como quebra-cabeça e fantoches sobre os textos trabalhados e cantinho da leitura. A análise das produções de textos das crianças que participaram da 1 a e da 3a etapa, 13 crianças do grupo controle e 9 do grupo de intervenção, constatou que todas as produções de textos classificadas como de nível de escrita silábico-alfabético e de nível de escrita alfabético, das crianças do grupo de intervenção, apresentaram considerável evolução da primeira para a segunda produção. O que não ocorreu com as crianças do grupo controle, com exceção de uma criança, que apresentou evolução. Tal resultado confirma as hipóteses desse estudo e indica que o conjunto de estratégias utilizadas podem ser empregadas como estratégias de ensino de textos narrativos para as crianças que apresentem razoável domínio da escrita alfabética, ou seja, apresentem nível de desenvolvimento da escrita silábico-alfabética e alfabética.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The present study aimed to answer the question of how Elementary school children from the third year can learn to produce narrative texts in an intervention proposal. The main objective was to evaluate the development of learning in the narrative texts production, as from a social interactionist proposal of intervention, which applied Reading, writing and re-writing activities, as well as linguistic analysis and ludic material as Reading teaching strategies. Participants in the research were 42 children from seven to twelve years old, coming from a low income family and little access to culture, having the radio and television as main communication means and being enrolled in two third-year classes of Elementary School from a State school of Matinhos, state of Parana. The children were divided in two groups: one of intervention and the other of control. The intervention was done in three steps: the first one consisted in an diagnostic evaluation ,with ali the participants. The second step, of intervention itself, was performed with only the eighteen students who made part of this group. The third stage, the summative evaluation, was performed with ali children from the two groups. In the first and third steps, after oral recapitulation, the children were invited to write and re-write the text of the story "The Little riding red hood". The diagnostic evaluation served to classify the levei of alphabetic writing development of ali children. Regarding the summative evaluation, it served to determine the progress made by children in the textual production. The second step, intervention section itself, occurred in two succetive weeks totaling twenty hours of activities, distributed in nine sections. In these section story texts were worked, such as:" The little mermaid'," Sleeping Beauty" and "Cinderella"- using strategies wich contemplated: mediation Reading, dramatized Reading, text analysis by paragraph, textual production in parts, content forms, ludic material such as puzzle and puppets about the worked texts and the Reading corner. The production texts analysis of children who took part in the first and third steps, thirteen children from the control group and nine from the intervention group, found that ali the production of texts classified as syllabic alphabetic levei and writing-alphabetic levei, from the intervention group children, showed considerable progress from the first to the second production. This did not happen with control group children, with one exception from a child who showed progress.Such result confirms the hypothesis of this study and indicates that the set of strategies of narrative texts to children that show reasonable This result confirms the hypothesis of the study and indicates that the set of strategies may be employed as teaching strategies of narrative texts for children who show reasonable control of alphabetic writing, ie, present levei of development of writing alphabetic-syllabic and alphabetic .pt_BR
dc.format.extent143 f. : il. (algumas color.), tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.subjectTextos - Produçãopt_BR
dc.subjectLeitura (Ensino fundamental)pt_BR
dc.subjectPratica de ensinopt_BR
dc.subjectEscritos de criançaspt_BR
dc.titleÉ possível aprender a escrever textos narrativos no 3º ano do ensino fundamental?pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record