Show simple item record

dc.contributor.authorPini, Vilsiane Almeida Sarrufpt_BR
dc.contributor.otherValore, Luciana Albanesept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologiapt_BR
dc.date.accessioned2020-02-27T11:56:50Z
dc.date.available2020-02-27T11:56:50Z
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/33460
dc.descriptionOrientadora: Profª. Drª. Luciana Albanese Valorept_BR
dc.descriptionDissertaçao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Humanas, Letras e Artes, Programa de Pós-Graduaçao em Psicologia. Defesa: Curitiba, 20/09/2013pt_BR
dc.descriptionBibliografia: f. 128-135pt_BR
dc.description.abstractResumo: O presente trabalho investigou os sentidos atribuídos ao futuro e à construção de um projeto de vida no discurso de jovens que frequentam regularmente o Centro de Referência da Assistência Social numa pequena cidade no interior do estado do Paraná. Realizaram-se treze entrevistas individuais, com jovens de ambos os sexos e com idade entre 16 e 18 anos, que foram analisadas segundo o referencial da Análise Institucional do Discurso. Dentre os resultados, evidenciou-se que, na comunidade discursiva da qual fazem parte, pouco se fala sobre o tempo por vir. Poucos atribuíram sentidos e perspectivas ao futuro, principalmente em longo prazo. Solitários em seus pensamentos, a maioria dos jovens não encontram eco no discurso do outro para elaborar seus anseios de futuro ou, sequer, para ter anseios. Questões de gênero, capital e consumo também foram proferidas e compõem a subjetividade dos jovens e, desta forma, os pensamentos e imagens de futuro. Observou-se ainda que as práticas assistenciais constituem a identidade destes meninos e meninas. Nos discursos enunciados, tais jovens ou fixam-se na categoria daqueles que necessitam de ajuda ou resistem a este assujeitamento. Tais constatações podem contribuir para redimensionar a prática do psicólogo junto à assistência social, estendendo-a, também, para o âmbito da orientação profissional.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The present study investigated the meanings assigned to the future and to the youth's life project in the speech of the young people that frequently attend to the Reference Center of Social Assistance, in a small town in the heartland of Parana state. Thirteen youngsters of both sexes and aged between sixteen and eighteen were interviewed. These individual interviews were analysed according to the referential of the Speech's Intitutional Analyses. Among other results, it was evident that, in the discourse community where they belong, they speak little about the future. Only few of them have assigned the meanings and perspectives to the future, mainly long-term. Lonely in their thoughts, most of the young people do not find an echo in another's speech to elaborate the yearnings of their future or even to have yearnings. Issues about genre, capital and consumption also were uttered and compose the youngsters' subjectivity and, therfore, the thoughts and images of the future. It was still observated that the assistance practice compose the identity of these boys and girls. In the enunciated speech, or the youngsters fix themselves in the category of those that need help or resist to go through it. These observations can contribute to resize the practice of the psychologist with the social assistance, also extending it to the carrer guidance's scope.pt_BR
dc.format.extent143 f. : il., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.subjectPsicologiapt_BR
dc.title"Eu sonho em ser uma pessoa digna" : uma análise do discurso sobre projeto de vida de jovens inseridos numa instituição de assistência socialpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record