Show simple item record

dc.contributor.authorMoreira, Rafaele Reginapt_BR
dc.contributor.otherMay de Mio, Louise Larissa, 1967-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Agronomiapt_BR
dc.date.accessioned2013-10-10T14:36:41Z
dc.date.available2013-10-10T14:36:41Z
dc.date.issued2013-10-10
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/32363
dc.description.abstractResumo: A Mancha Foliar de Glomerella (MFG), causada por espécies de Colletotrichum, é a principal doença de verão da cultura da macieira, ocasionando sintomas em folhas e frutos e prejudicando a produção do ano subsequente à sua ocorrência devido à intensa desfolha que provoca nas plantas. A pulverização com fungicidas de ação preventiva é o método mais utilizado para o controle da MFG, no entanto, quando a pressão do inóculo é muito alta é necessário aumentar a frequência de aplicação. Este grande número de pulverizações vem apresentando várias desvantagens, como exemplo, a ocorrência de microrganismos resistentes, o desequilíbrio ambiental e o acúmulo de substâncias nocivas no solo, água e alimentos. Uma alternativa seria a introdução de agentes de biocontrole como bactérias que habitam o filoplano da planta. Estes microrganismos possuem um grande potencial pois já estão adaptados as condições ambientais adversas que poderiam afetar seu desenvolvimento e multiplicação na superfície da planta. Diante disso, o objetivo geral deste estudo foi estudar o modo de ação de isolados bacterianos do filoplano da macieira e do produto comercial Serenade® sobre Colletotrichum spp. e sua interferência nos componentes do monociclo e controle da MFG em plantas inoculadas e sob pressão de inóculo natural. Para o estudo do modo de ação dos isolados bacterianos sobre Colletotrichum do grupo acutatum foram realizados ensaios de germinação de conídios, de pareamento de culturas e ensaios para avaliar a ação de metabólitos termoestáveis e de compostos antifúngicos voláteis. A influência dos isolados bacterianos no monociclo da MFG foi estudado em mudas de macieira da cultivar 'Gala' previamente tratadas e posteriormente inoculadas com Colletotrichum do grupo acutatum. O potencial dos isolados no campo, para controle da MFG, foi testado em pomar experimental inoculado com o patógeno e em pomar comercial sob pressão do inóculo natural. Os isolados bacterianos obtidos do filoplano da macieira foram identificados como: Pseudomonas putida, Bacillus sp. e Bacillus alcalophilus. O modo de ação variou entre os isolados, sendo que os antagonistas do gênero Bacillus apresentaram potencial in vitro para o controle de Colletotrichum do grupo acutatum. O efeito dos isolados no monociclo da MFG foi observado através de diferenças significativas nos parâmetros epidemiológicos da doença. Os isolados bacterianos e Serenade® não apresentaram potencial, nas condições estudadas, para controle da MFG quando pulverizados em pomar experimental e comercial.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.titleBacillus spp. Pseudomonas sp. no biocontrole de Colletotrichum do grupo acutatum, causador da mancha foliar de glomerella em macieirapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record