Show simple item record

dc.contributor.advisorMagalhães, Marion Brepohl de, 1956-pt_BR
dc.contributor.authorMaske, Wilsonpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Históriapt_BR
dc.date.accessioned2020-06-19T21:05:21Z
dc.date.available2020-06-19T21:05:21Z
dc.date.issued1999pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/32090
dc.descriptionOrientadora: Marionilde Dias Brepohl de Magalhãespt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paranapt_BR
dc.description.abstractResumo: Objetiva-se nesta pesquisa perceber os principais aspectos da cultura menonita, uma confissão religiosa que se mantém, desde o século XVI, isolada das diferentes sociedades que a circunscrevem. Para tanto, apresentarei um grupo de alemães menonitas que migra da Rússia para o Brasil em 1930, fugido da perseguição de Stalin. Aqui, entretanto, com a campanha de nacionalização, o governo proíbe o uso do idioma alemão, empregado pelos menonitas. Para enfrentar esta proibição, o grupo é obrigado a desenvolver uma estratégia de resistência, que consiste na transferência de uma língua ancestral, o Plattdentsch (assemelhada ao holandês), da esfera privada (uso doméstico), para a esfera pública. Desta forma, os menonitas se justificam frente ao governo brasileiro, afirmando que sua língua não é o alemão, mas o holandês contra o qual não há restrições.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: In this dissertation 1 intend to analyse the main aspects of the mennonite culture, a religious faith that has managed to keep itself isolated from surrounding societies even since the 16th centuiy. With such a purpose, 1 will be presenting a goup of German immigrants who left Russia for Brazil im 1930, getting away from Stalin's dictatorship. In Brazil, however, they faced new problems. As a consequence of the naturalization campaign, the local government prohibited the usage of the German language, spoken by the newcomers. In order to face this prohibition, they were obliged to develop a resistance strategy: bringing back to the public sphere a language spoken by their forefathers that resembled Dutch. Thanks to that, the mennonites could fool the Brazilian government, stating their language was not German, but Dutch, against which there were no restrictions.pt_BR
dc.format.extent202f. : il. ; 30 cm.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digital.pt_BR
dc.subjectAlemães - Brasil - Linguagempt_BR
dc.subjectMenonitas - Brasilpt_BR
dc.subjectAlemães - Religiãopt_BR
dc.subjectMenonitaspt_BR
dc.subjectDissertações - Históriapt_BR
dc.titleBiblia e arado : os menonitas e a construção do Seu reinopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record