Show simple item record

dc.contributor.advisorHorn, Geraldo Balduínopt_BR
dc.contributor.authorValese, Ruipt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2020-02-26T20:24:49Z
dc.date.available2020-02-26T20:24:49Z
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/31916
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Geraldo B. Hornpt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa: Curitiba, 26/06/2013pt_BR
dc.descriptionBibliografia: fls. 145-152pt_BR
dc.descriptionLinha de pesquisa: Cultura, escola e ensinopt_BR
dc.description.abstractResumo: A aprovação, em 2008, da Filosofia como disciplina obrigatória no currículo das séries finais da Educação Básica, coloca o seu ensino, as pesquisas e os debates acerca do mesmo num outro patamar: o da legitimação de sua presença na formação dos jovens desta etapa da educação. Este estudo parte de uma pesquisa empírica e busca contribuir com este novo momento, buscando responder à seguinte questão: de que maneira a leitura de textos clássicos de Filosofia pode contribuir para uma aprendizagem filosófica significativa? Apresenta uma metodologia do ensino de Filosofia, tomando os seus textos clássicos como tecnologia central do processo. A pesquisa empírica foi realizada com duas turmas de Ensino Médio do período matutino do Col. Est. Dep. Arnaldo Faivro Busato de Pinhais. Durante dois anos desenvolveu-se uma metodologia para a leitura e estudo de textos filosóficos que foi sendo aplicada e aperfeiçoada ao longo da mesma. Dividida em cinco momentos, não necessariamente subsequentes: provocação, aproximação, investigação, sistematização e ressignificação. Os dados empíricos mostraram que, apesar da deficiência na capacidade leitora da maioria dos sujeitos discentes envolvidos na pesquisa, fruto de um baixo capital cultural e das pressões do mundo do agir imediato a que os jovens nesta etapa da educação estão submetidos, é possível realizar uma aprendizagem filosófica significativa a partir de seus textos, desde que a leitura e o estudo dos mesmos sejam planejados e adequados a esta etapa. A extensão dos textos a serem lidos e estudados, assim como a sua complexidade devem ser pensadas em termos progressivos e adequados à turma com a qual se estiver trabalhando. Agindo desta forma, é possível uma aprendizagem filosófica significativa que possibilite, na perspectiva de Agnes Heller, uma recepção completa da Filosofia - saber pensar, saber viver, saber agir - o que poderá levar os jovens à apropriação de uma linguagem de segurança, capaz de lhes permitir pensar e agir sobre a realidade como sujeitos autônomos.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: After becoming a compulsory subject of the later years of High School curriculum, in 2008, Philosophy is been taken to another level, in terms of teaching, researches and debates, which means the legitimacy of its presence in the formation of young people in that stage of education. This study starts off with an empirical research and seeks to contribute to answering the following question at this new moment: how can the classic philosophical texts help students learn Philosophy significantly? It presents a methodology for teaching Philosophy that considers its classic texts as the most important technology in the process. The empirical research was carried out in two High School morning groups of Col. Est. Dep. Arnaldo Faivro Busato, in Pinhais - PR. A methodology for reading and studying philosophical texts has been developed, applied and improved for two years. It has been divided into five stages, which were not necessarily subsequential: elicitation, approach, investigation, systematization and resignification. The majority of students involved in the research have reading skills deficiencies, because of the low cultural capital and the immediatism to which teenagers are subjected. However, the empirical data show that it is possible to foster significant learning from reading and studying the philosophical texts, as long as they are planned and suitable to that stage. The size of the text to be read, as well as its complexity, should be considered in progressive terms and adequate to the group you are teaching. This way, it is possible to have significant philosophical learning that promotes a complete reception of Philosophy, which according to Agnes Heller, means: know how to think, know how to live, know how to act. This can lead young people to acquire a safety language that might enable them to think and act on reality as autonomous subjects.pt_BR
dc.format.extent183 f. : il. [algumas color.], tabs., grafs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTeses - Educaçãopt_BR
dc.subjectFilosofia - Estudo e ensinopt_BR
dc.subjectPratica de ensinopt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titleAprendizagem filosófica a partir do uso de textos filosóficos nas aulas de Filosofia no ensino médiopt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record