Show simple item record

dc.contributor.authorPott, Franciele Soarespt_BR
dc.contributor.otherMeier, Marineli Joaquimpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagempt_BR
dc.date.accessioned2013-03-25T13:30:13Z
dc.date.available2013-03-25T13:30:13Z
dc.date.issued2013-03-25
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/29717
dc.description.abstractResumo: As úlceras por pressão representam uma grave problemática de saúde pública, que acomete milhares de pessoas em todo o mundo. Desse modo, conhecer as intervenções que reduzam os riscos de complicações, que aceleram o processo cicatricial e minimizam o sofrimento do indivíduo acometido pela lesão torna-se essencial. Tendo em vista a magnitude da problemática e a escassez de evidências científicas que apontem a melhor opção de tratamento das UP, este estudo objetivou realizar uma revisão sistemática sobre o uso do hidrogel e hidrocoloide no tratamento da UP, identificar os estudos sobre essas duas tecnologias e as terapias tópicas adotadas na comparação, identificar o resultado do uso do hidrogel ou hidrocoloide na cicatrização das UP e analisar os desfechos do uso dessas tecnologias na UP em adultos e idosos. Realizou-se uma revisão sistemática de ensaios clínicos randomizados e estudos observacionais do tipo coorte histórico, nacionais e internacionais, publicados nos idiomas português, inglês e espanhol a partir de 1994, que abordaram pacientes adultos e idosos portadores de UP em tratamento com hidrogel e/ou hidrocoloide. Os estudos foram identificados eletronicamente por meio de bases de dados MEDLINE/PUBMED, LILACS/BIREME, COCHRANE DATABASE, CINAHL e WEB OF SCIENCE, além de buscas manuais. Dois revisores independentes avaliaram e aplicaram os critérios de inclusão nos estudos, a fim de selecionar os relevantes para a revisão. A qualidade metodológica foi avaliada por meio da escala de Jadad e os artigos classificados em três categorias (A, B e C) de acordo com o sigilo de alocação. Os dados foram agrupados e analisados por desfechos. Para análise estatística utilizou-se o programa Bioestata 5.3® e o Review Manager 5.0 da Colaboração Cochrane. Onze estudos foram incluídos, todos classificados como ensaios clínicos randomizados. Dez compararam o hidrocoloide com diferentes terapias e um, comparou dois hidrogéis no desbridamento de UP. No tocante à cicatrização, não foram observadas diferenças estatisticamente significativas para afirmar que a eficácia do hidrocoloide é superior ou inferior a outros curativos especiais, no entanto, a metanálise evidenciou tendência da espuma de poliuretano em aumentar as chances do desfecho estudado (P=0.32; OR 1.57, IC95% 0.64-3.85). Observou-se ainda, que o hidrocoloide foi mais efetivo na cicatrização das UP quando comparado ao curativo simples (gaze salina). No controle do exsudato, evidenciou-se uma superioridade dos curativos de espuma em relação ao hidrocoloide. Quanto ao desbridamento, dois hidrogéis foram comparados, porém sem diferença estatisticamente significante entre os produtos avaliados. Sugere-se a realização de novos estudos para que se estabeleça quais os produtos mais eficazes, bem como o real benefício dos curativos especiais, um em relação ao outro, no tratamento de úlceras por pressão.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleUso de hidrogel e hidrocolóide em úlcera por pressãopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record