Show simple item record

dc.contributor.advisorWerner, Pedro Ribaspt_BR
dc.contributor.authorPachaly, Jose Ricardopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterináriaspt_BR
dc.date.accessioned2017-07-12T17:09:02Z
dc.date.available2017-07-12T17:09:02Z
dc.date.issued1992pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/29410
dc.descriptionOrientador: Pedro Ribas Wernerpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Parana, Setor de Ciencias Agrariaspt_BR
dc.description.abstractResumo: A paca (Agouti paca) e um roedor tipicamente neotropical que apresenta aspectos comportamentais e biológicos, como agressividade e alta susceptibilidade ao estresse, que tornam bastante difícil seu manejo em parques zoológicos e criadouros. Assim sendo, e necessária a utilização de meios químicos para sua contenção. Como a contenção e o fator que mais limita a qualidade da medicina de animais selvagens, e como nao existem referencias a utilização de drogas anestésicas nesta espécie, o principal objetivo deste estudo foi definir um esquema anestesiologico adequado a contenção de Aqouti paca, contribuindo para a otimização das condições de estudo e manejo deste animal. Apos experimentos preliminares, decidiu-se pelo emprego do cloridrato de cetamina, na dose de 25,0 mg/kg, e do maleato de acetilpromazina, na dose de 0,125 mg/kg, associados ao sulfato de atropina, na dose de 0,05 mg/kg. Foram utilizadas 18 pacas, sendo 11 fêmeas e sete machos. Os animais eram mantidos em recintos de espaço limitado, ou em recintos mais amplos em situação de semi-cativeiro. A metodologia empregada consistiu da captura dos animais com puca, e sua transferência para uma caixa de contenção. Uma vez na caixa, eram pesados, e a dose da associação de drogas era então calculada e imediatamente injetada, por via intramuscular. O peso dos indivíduos utilizados apresentou um valor medio de 6,25 +- 2,22 kg. Em todos os animais estudados a indução anestésica foi rapida. A reação postural de endireitamento foi abolida em 5,95 +- 3,56 minutos, e os animais deixaram de reagir a manipulação em 9,55 +- 3,48 minutos. As reações de sensibilidade dolorosa ceasaram entre 10,67 +- 3,46 minutos (beliscamento interdigital) e 11,11 +- 3,83 minutos (beliscamento da orelha). A analgesia foi considerada excelente em 61% dos casos, e boa em 39% dos casos. O miorelaxamento obtido foi classificado como excelente em 77,78% dos casos, e bom em 22,22% dos casos, enquanto a profundidade da anestesia variou de excelente, em 61% dos casos, a boa, em 39% dos casos. O estado anestésico obtido foi avaliado em condições reais de trabalho, com perfeita imobilização dos animais, permitindo a realização de diversos procedimentos, tais como exame físico, sexagem, marcação e colheita de sangue. A qualidade do estado anestésico foi classificada como excelente em 61% e boa em 39% dos casos. O tempo de duração da anestesia foi, em media, de 57,33 +- 31,10 minutos. A recuperação foi classificada como excelente em 77,78% e boa em 22, 22% dos casos, permanecendo os animais calmos ate o retorno a ambulação, que ocorreu, em media, 115 +- 37 minutos apos a administração da associação de drogas. O protocolo proposto para estudo mostrou-se eficaz na contenção de Agouti paca por meios químicos, proporcionando imobilização e analgesia adequadas a realização dos procedimentos necessários ao manejo e as atividades medicas desenvolvidas com esses animais em parques zoológicos, criadouros e reservas de vida selvagem. Da mesma forma, possibilita recuperação suave, sem ocorrência de distúrbios psicomotores.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Agouti paca is a typically neotropical rodent. Because of its behavioral and biological characteristics of aggressiveness and susceptibility to stress, it requires chemical methods for restraint. In the literature there are no references on anesthetic methods for that species. Since restraint is the most limiting factor in wild animal practice, the main goal of this study was to evaluate a protocol of anesthesia for Agouti paca. A preliminary study defined the association of drugs and the dosages used (ketamine hydrochloride, 25.0 mg per kg; acetylpromazine maleate, 0.125 mg per kg and atropine sulfate, 0.05 mg per kg). Eighteen individuals (7 males and 11 females) weighing an average of 6.25 +- 2.22 kg were used in the study. The anesthetic association was mixed in a single syringe and administered intramuscularly. The anesthetic state achieved was evaluated in actual field conditions of physical examination, sexing, marking and blood sampling. In all individuals the induction of anesthesia was rapid and uneventful, the righting reflex being abolished after 5.95 +- 3.56 minutes. All the patients ceased to react to manipulation after 9.55 +- 3.48 minutes. The sensibility to painful stimuli disapeared in 10.67 +- 3.46 minutes for the interdigital reflexes and 11.11 +- 3.83 minutes for the pinnal reflex. The analgesia and the depth of the anesthesia were excellent in 61.0% of the animals and good in 39.0%. The myorelaxation was excellent in 77.78% and good in 22.22%. The anesthetic state achieved was good to excelent and adequate to perform all the procedures mentioned above. The duration of the anesthesia was 57.3 3 +- 31.10 minutes. The recovery, which ocurred without psychomotor disturbances, was excellent in 77.78% and good in 22.22% of the cases. Every animal remained calm until normal ambulation resumed, which ocurred 115.0 +-37.0 minutes after the injection of the anesthetic association. This proposed anesthetic protocol for chemical restraint of Agouti paca is safe to both the personnel applying it and the patient itself. The anesthetic state achieved allows handling, routine medical procedures and even minor surgical procedures in that species.pt_BR
dc.format.extentvii, 69 f. : retrs., tabs. ; 29 cm.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectAnestesia veterinariapt_BR
dc.titleEstudo da utilização da associação cloridrato de cetamina, maleato de acetilpromazina e sulfato de atropina na contenção de Agoutipaca (Linnaeus, 1766) [Rodentia: Mammalia]pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record