Show simple item record

dc.contributor.advisorNogueira, Antonio Carlos, 1950-pt_BR
dc.contributor.authorRego, Suelen Santospt_BR
dc.contributor.otherSantos, Álvaro Figueredo dospt_BR
dc.contributor.otherMedeiros, Antonio Carlos de Souzapt_BR
dc.contributor.otherPetkowicz, Carmen Lúcia de Oliveira, 1963-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2020-02-03T20:45:24Z
dc.date.available2020-02-03T20:45:24Z
dc.date.issued2012pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/28794
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Antonio Carlos Nogueirapt_BR
dc.descriptionCoorientadores: Prof. Dr. Álvaro Figueiredo dos Santos, Prof. Dr. Antônio Carlos de Souza Medeiros, Profa. Dra. Carmen Lúcia de Oliveira Petkowiczpt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal. Defesa: Curitiba, 30/08/2012pt_BR
dc.descriptionBibliografia: fls. 128-142pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração : Silviculturapt_BR
dc.description.abstractResumo: Este trabalho teve como objetivos desenvolver estudos sobre a tolerância a desidratação das sementes de Blepharocalyx salicifolius e Casearia decandra, verificar as alterações fisiológicas, bioquímicas e anatômicas nas sementes submetidas a diferentes níveis de secagem e o seu comportamento fisiológico durante o armazenamento. Para verificar os efeitos da secagem nas sementes, estas foram colocadas em dessecadores contendo solução salina saturada de acetato de potássio (23,5% UR) na temperatura de 15ºC. Após a obtenção dos graus de umidade desejados as sementes foram colocadas para germinar e submetidas aos testes de vigor, bioquímicos e análises anatômicas. Para o armazenamento, as sementes de B. salicifolius com 36% (semente recém colhida), 33%, e 27% de umidade, e as sementes de C. decandra com 54% (semente recém colhida), 49% e 38% de umidade foram armazenadas em câmara fria (5ºC, 85% UR) em embalagens semipermeáveis de polietileno de 0,10 mm de espessura, 10 cm de largura e 20 cm de comprimento, perfuradas com o auxílio de uma agulha (6 orifícios). A cada 40 dias (B. salicifolius) e 30 dias (C. decandra) de armazenamento foi retirada uma amostra de sementes para a determinação do grau de umidade, para os testes de germinação, vigor e sanidade. Diante dos resultados obtidos, pode-se concluir que o grau de umidade de segurança para as sementes de B. salicifolius e C. decandra foram de 37% e 38%, respectivamente, e o grau de umidade crítico e letal foram de 29% e 14% para B. salicifolius e de 25% e 8% para C. decandra, sendo, portanto classificadas como recalcitrantes. Com relação às alterações anatômicas, nas sementes de C. decandra, observou-se diminuição do volume do citoplasma e deformação dos nucléolos, devido à redução da turgidez da célula com a retirada de água, e nas sementes de B. salicifolius observaram-se indícios de fragmentação nuclear e maior deposição de compostos fenólicos. Quanto ao conteúdo de reserva, as sementes de B. salicifolius podem ser classificadas como amiláceas e as de C. decandra como oleaginosas. Com a secagem das sementes de B. salicifolius verificou-se degradação do amido em moléculas menores (açúcares solúveis e redutores), aumento da porcentagem de lipídios e modificação na composição monossacarídica de polissacarídeos de parede celular. Nas sementes de C. decandra verificou-se a utilização de açúcares solúveis e redutores como substrato para a respiração e modificações na composição da parede celular. Com relação ao armazenamento, as sementes de B. salicifolius com 36% e 33% de umidade podem ser armazenadas por mais de 210 dias, nas condições testadas. Para as sementes de C. decandra recomenda-se o armazenamento das sementes sem secagem (54% de umidade) até 30 dias, em câmara fria a 5 ºC e 85% de UR, em embalagens semipermeáveis de polietileno. A ocorrência de fungos de armazenamento e fungos potencialmente patogênicos contribuiu para a baixa viabilidade das sementes de B. salicifolius com 27% de umidade durante o armazenamento e das sementes de C. decandra aos 30 e 60 dias de armazenamento.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This study aimed to develop studies on the dehydration tolerance of Blepharocalyx salicifolius and Casearia decandra seeds, check the physiological, biochemical and anatomical seeds submitted to different drying levels and their physiological behavior during storage. To check the effects of drying in the seeds were placed in desiccators containing saturated saline solution of potassium acetate (23.5% RH) at a temperature of 15 °C. After obtaining the desired moisture contents the seeds were germinated and subjected to tests of strength, biochemical and anatomical analyzes. For storage, the seeds of B. salicifolius with 36% (newly collected seeds), 33% and 27% humidity, and the seeds of C. decandra with 54% (newly collected seeds), 49% and 38% moisture were stored in cold (5 °C, 85% RH) in semipermeable polyethylene 0.10 mm thick, 10 cm wide and 20 cm long, perforated with a needle (6 holes). Every 40 days (B. salicifolius) and 30 days (C. decandra) storage a sample was obtained from seeds to determine the moisture content, germination, vigor and health. Based on these results we can conclude that the moisture content security for the seeds of B. salicifolius and C. decandra were 37% and 38% respectively, and the critical moisture content and was lethal to 29% and 14% for B. salicifolius and 25% and 8% for C decandra and is therefore classified as recalcitrant. With respect to anatomical changes, the seeds of C. decandra observed a decrease of the cytoplasm and nucleolus of the deformation due to the reduction of turgor of the cell with the removal of water, and seeds of B. salicifolius observed signs of nuclear fragmentation and increased deposition of phenolic compounds. The contents of the reservation, the seeds of B. salicifolius can be classified as starch and seed C. decandra as oil seeds. With the drying of the seeds of B. salicifolius there was degradation of starch into smaller molecules (soluble and reducing sugars), increasing the percentage of lipids and changes in the monosaccharide composition of cell wall polysaccharides. In seeds C. decandra verified the use of soluble and reducing sugars as substrates for the breathing and changes in cell wall composition. In storage, the seeds of B. salicifolius with 36% and 33% moisture can be stored for more than 210 days under the conditions tested, while for the seeds of C. decandra recommended seed storage without drying (54% humidity) until 30 days in a cold chamber at 5 °C and 85% RH in semipermeable polyethylene. The occurrence of storage fungi and fungal pathogens potentially contributed to the low viability of seeds of B. salicifolius with 27% humidity during storage and seeds of C. decandra at 30 and 60 days of storage.pt_BR
dc.format.extent142f. : il. [algumas color.], grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectSementes - Armazenamentopt_BR
dc.subjectSementes - Fisiologiapt_BR
dc.subjectSementes - Secagempt_BR
dc.subjectSalicaceapt_BR
dc.titleTolerância à desidratação e armazenamento de sementes de Blepharocalyx salicifolius (Kunth) Berg. E Casearia decandra Jacq.pt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record