Show simple item record

dc.contributor.advisorKobiyama, Masatopt_BR
dc.contributor.authorSantos, Irani dospt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Ciencia do Solopt_BR
dc.date.accessioned2012-11-13T17:47:57Z
dc.date.available2012-11-13T17:47:57Z
dc.date.issued2012-11-13
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/28700
dc.description.abstractResumo: O presente trabalho teve por objetivo propor e discutir alternativas para subsidiar o zoneamento e o planejamento ambiental com base na modelagem de alguns processos geobiohidrológicos na bacia hidrográfica do rio Pequeno, no município de São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba, Paraná, Brasil. Foram empregados dois modelos distribuídos de base física, um hidrológico e outro geomorfológico. O modelo hidrológico TOPMODEL pressupõe que a dinâmica da água é influenciada pelas características do solo e do relevo de toda a bacia contribuinte, fornecendo como resultado, além da vazão do rio, a distribuição espacial da umidade no sistema (zonas saturadas e áreas secas) ao longo do tempo. O modelo geomorfológico UMBRAL, desenvolvido neste trabalho, pressupõe que a evolução do relevo está intimamente ligada à dinâmica da água na bacia, sendo que a determinação de onde e quando acontecem os diferentes processos erosivos depende do conhecimento das propriedades hidráulicas e mecânicas do solo, das caraterísticas do relevo e dos processos hidrológicos. As propriedades hidráulicas do solo foram determinadas através da simulação do TOPMODEL e as propriedades mecânicas por ensaios geotécnicos de cisalhamento direto. Assim, através de expressões simples foi possível combinar estas características da paisagem e delimitar espacialmente onde ocorrem os diferentes processos erosivos (erosão difusa; por lixiviação; linear; e por deslizamento). O TOPMODEL apresentou boa aderência entre as vazões observadas e calculadas, confirmando sua eficiência em regiões de clima úmido e relevo suave. O UMBRAL permitiu a delimitação dos processos erosivos atuantes na bacia e apresentou resultados bastante coerentes com às características ambientais. Os produtos cartográficos resultantes dos modelos TOPMODEL (mapa de áreas saturadas) e UMBRAL (mapa de processos erosivos) são instrumentos que por si só conceituam, caracterizam e localizam os processos naturais de interesse geobiohidrológico. Esses mapas, de áreas saturadas e de processos erosivos, foram analisados frente ao uso do solo e às áreas de preservação permanente de mata ciliar. Os modelos utilizados mostram grande potencial de aplicabilidade no planejamento ambiental, pois permitem discutir e orientar as ações antrópicas sobre o meio físico com base no entendimento dos processos naturais. Palavras-chave: TOPMODEL, UMBRAL, mata ciliar, geobiohidrologia, planejamento, bacia hidrográfica do rio Pequeno.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectBacias hidrográficas - Aspectos ambientais - Paranápt_BR
dc.subjectBacias hidrograficas - Administração - Paranápt_BR
dc.subjectEcologia dos reservatoriospt_BR
dc.subjectBacia hidrográfica do Rio Pequeno,PRpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleModelagem geobiohidrológica como ferramenta no planejamento ambietalpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record