Show simple item record

dc.contributor.advisorKeinert Jr., Sidon, 1951-pt_BR
dc.contributor.authorMatos, Jorge Luis Monteiro de, 1960-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2013-05-29T17:01:03Z
dc.date.available2013-05-29T17:01:03Z
dc.date.issued2013-05-29
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26741
dc.description.abstractO presente trabalho teve como objetivo a realização de estudos sobre a viabilidade de produção de painéis estruturais de lâminas paralelas (PLP) de madeira de Pinus taeda L., através da classificação preliminar das lâminas, em classes de qualidade, utilizando-se o método não destrutivo de aplicação de ondas acústicas. Toras da base e segundas toras, em comprimento de 2,60m, de 59 árvores, provenientes de um plantio de 21 anos, localizado no Município de Campo Alegre - SC foram laminadas em espessuras de 3,2 e 4,2mm. Após a secagem procedeu-se a um sistema de avaliação não destrutiva da qualidade das lâminas, pelo princípio de emissão de ondas acústicas através do material (stress wave timer), determinando-se, individualmente, o módulo de elasticidade dinâniico (MOEd). As lâminas foram classificadas de acordo com o valor obtido de módulo de elasticidade dinâmico, sendo então produzidos 48 painéis de lâminas paralelas (PLP) de dimensões 1,22 x 2,44m e espessura média de 28mm. Os resultados emonstraram que lâminas obtidas da primeira tora (tora da base) apresentaram 'iãíãres médios superiores de massa específica, mas inferiores de módulo de elasticidade, quando comparados àquelas lâminas obtidas da segunda tora. Os valores de propriedades de resistência avaliadas nos painéis, foram o módulo de ruptura (MOR), o módulo de elasticidade (MOE) e a Tensão no Limite Proporcional (TLP). Os resultados demonstraram que os painéis produzidos a partir de lâminas classificadas pelo valor do módulo de elasticidade dinâmico resultaram em valores médios de módulo de elasticidade (MOE), módulo de ruptura (MOR) e tensão no limite proporcional (TLP) periores em 11%, 23% e 13%, respectivamente, quando comparados com painéis PLP obtidos de lâminas não classificadas. A espessura das lâminas não produziu diferenças gnificativas entre os valores médios das propriedades avaliadas nos painéis PLP. Seguindo a tendência observada nas lâminas, o MOE médio dos painéis foi menor para aqueles produzidos de toras da base, quando comparados com os valores de painéis produzidos de lâminas da segunda tora. O MOR apresentou maior valor médio em painéis de lâminas obtidas da base das árvores. Concluiu-se que os resultados obtidos demonstram a viabilidade técnica de produção de painéis estruturais de lâminas paralelas, de excelente resistência, a partir de lâminas selecionadas de Pirnis taeda L.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectLâminas de madeirapt_BR
dc.subjectIndustria madeireirapt_BR
dc.subjectPinus taedapt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleEstudos sobre a produção de paineis estruturais de laminas paralelas de Pinus taeda L.pt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record