Show simple item record

dc.contributor.advisorReissmann, Carlos Brunopt_BR
dc.contributor.authorBiondi, Danielapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Engenharia Florestalpt_BR
dc.date.accessioned2013-05-24T17:25:35Z
dc.date.available2013-05-24T17:25:35Z
dc.date.issued2013-05-24
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26733
dc.description.abstractCom duas das espécies mais plantadas nas mas da cidade de Curitiba-PR, Acer negundo L. e Tabeluia chrysotricha (M.ART ex DC.) STANDL (ipê), realizou-se esta pesquisa com os seguintes objetivos: caracterizar o estado nutricional das espécies, investigar a relação da composição química foliar com os fatores ambientais em termos de estresse nutricional, condições do solo e poluição atmosférica e caracterizar o solo urbano. Para compor os tratamentos, foram selecionados os seguintes locais: de tráfego intenso, considerados poluídos, de tráfego mediano, residenciais e de parques, arboretos pouco alterados pela urbanização e protegidos da poluição urbana. Foram selecionadas árvores de área pavimentada (árvores crescendo circundadas pela pavimentação), de canteiro gramado (árvores crescendo com área livre de pavimentação, com gramado na superfície do solo) e parque (árvores crescendo livremente, sem obstáculos físicos). Foram selecionadas visualmente árvores de padrão superior (com melhores condições fitossanitárias e estéticas) e inferior (com problema estético ou fitossanitário). Para a avaliação nutricional das árvores, utilizou-se análise visual com parâmetros de vigor qualitativos e quantitativos e análise química foliar para quantificar os elementos químicos. A análise do solo foi efetuada com relação a granulometria e a determinação dos elementos trocáveis, além do pH e C. Foi realizada a análise de pigmentos foliares. Foram coletadas também folhas de acer com amarelecimento precoce das árvores de diferentes padrões e condições de plantio. Constatou-se que a análise visual de parâmetros de vigor qualitativos não possibilitou diferenciar os padrões das árvores e as condições de plantio. Na análise visual de parâmetros de vigor quantitativos, o diâmetro de copa, peso de cem de folhas e área foliar de acer permitiram distinguir o padrão das árvores, condições de plantio e o estadio fenológico da árvore, enquanto o diâmetro de copa, perímetro a altura do peito e elongação dos ramos de ipê distinguiram o padrão superior do inferior e o perímetro a altura do peito distinguiu as condições de plantio. Os resultados obtidos da análise de solo revelaram que o pH do solo urbano é elevado, provavelmente devido a incorporação de materiais antrópicos. O pH mais alto do solo foi encontrado nas áreas pavimentadas. O processo de urbanização não alterou a classe textural do solo no meio urbano. Quimicamente, o solo urbano caracterizou-se como potencialmente fértil, Concluiu-se através da análise química foliar de acer que: não houve diferença significativa entre os teores de nutrientes das árvores superiores e inferiores, a frutificação alterou a concentração de K, Ca. Mg e Cu, e as árvores de área pavimentada e canteiro gramado foram diferenciadas pelos teores de P, Mn e Cu. Como o ipê os teores de P e Zn diferenciaram as árvores superiores das inferiores e os teores de Cu e Zn diferenciaram as árvores das três condições de plantio. A relação dos teores foliares de N:P:K de acer e ipê foram acima da relação ótima estabelecida por BINNS (1983). A análise das folhas senescentes de acer permitiu concluir que; o peso de cem folhas foi um bom parâmetro para caracterizar a senescência; os elementos N, P, K, apresentaram-se móveis e os elementos Ca, Mg, Mn, Cu, Zn e Al imóveis, o Zn nas folhas senescentes das árvores inferiores indicou que a mobilidade deste elemento depende de sua concentração nas folhas, e que está espécie é eficiente na reutilização dos nutrientes N, P e K no meio urbano. Nas duas espécies houve várias correlações significativas entre parâmetros de vigor, composição química foliar e caracteres físicos e químicos do solo. Através da análise de pigmentos concluiu-se que a concentração de pigmentos foliares de acer foi elevada em locais menos sujeitos e não foi alterada pelas condições de plantio enquanto para o ipê ocorreu o inversopt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectArborização das cidades - Curitiba (PR)pt_BR
dc.subjectArvores ornamentais - Nutrição - Curitiba (PR)pt_BR
dc.subjectIpê-amarelopt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleCaracterização do estado nutricional de Acer segundo L.E.Tabebuia chrysotricha (mart, ExDc.) Standl utilizadas na arborização urbana de Curitiba - PR.pt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record