Show simple item record

dc.contributor.authorRitter, Carlospt_BR
dc.contributor.otherFirkowski, Olga Lucia Castreghini de Freitaspt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias da Terra. Programa de Pós-Graduaçao em Geografiapt_BR
dc.date.accessioned2011-12-12T07:22:50Z
dc.date.available2011-12-12T07:22:50Z
dc.date.issued2011-12-12
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26402
dc.description.abstractResumo: Neste trabalho, sao analisadas tres diferentes espacialidades numa mesma porcao do Aglomerado Metropolitano de Curitiba, tendo como preocupacao central a comprovacao e a caracterizacao da ocorrencia de um triplo processo, que se revela por meio da periferizacao, da desperiferizacao e da reperiferizacao/nova periferizacao (P-D-R/NP). Para tanto, sao retomados epistemologicamente os conceitos de espaco, espacialidade e espacializacao, bem como de espaco urbano/metropolitano, para se chegar a um entendimento conceitual do que vem a ser as periferias urbanas na contemporaneidade, para o caso brasileiro. As periferias urbanas passam a ser entendidas, neste trabalho, pelos seus multiplos processos formadores e caracterizadores, levando-se em conta as condicoes economico-sociais que extrapolam as analises calcadas em concepcoes dualistas e geometrificadas, do tipo centro x periferia. Considera-se que nao sao as distancias fisicas as determinantes da condicao de periferizacao e sim as distancias economico-sociais e culturais. A partir desse posicionamento, foi possivel identificar os estagios do triplo processo de P-D-R/NP no recorte espacial escolhido: a periferizacao encontrada na Vila Liberdade e na Vila Zumbi, sendo que nessa ultima, as acoes de urbanizacao, regularizacao fundiaria e desenvolvimento socioambiental estao desencadeando um processo de desperiferizacao, principalmente por promoverem um intenso fluxo de pessoas . saida dos primeiros moradores e a chegada de outros com maior adaptacao as \formalidades. urbanas. Aqueles que saem, geralmente engrossam outras periferias ou ate mesmo formam novas periferias. Esse triplo processo e contextualizado em suas causas e consequencias, com enfase para as questoes de cunho economico-politico, com destaque para a logica da especulacao imobiliaria e para o corporativismo entre o Estado e as grandes empresas. E ressaltada a acao da Alphaville Urbanismo S/A com os seus empreendimentos no AMC, uma vez que essa empresa instalou, ao lado da Vila Zumbi, dois condominios horizontais fechados, voltados as camadas mais abastadas da sociedade metropolitana de Curitiba. O corporativismo estabelecido teve forca suficiente para provocar significativas mudancas no espaco analisado, neste trabalho. Entre essas mudancas, destaca-se a transformacao de parte da Area de Protecao Ambiental de Pinhais em Unidade Territorial de Planejamento, permitindo, nesse local, a instalacao dos CHFs Alphaville Graciosa e Pinheiros e consequente intervencao na entao ocupacao irregular Zumbi dos Palmares, com o intuito de minimizar os efeitos negativos que essa ocupacao poderia causar para o empreendimento imobiliario da Alphaville, em andamento no AMC.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectConcentração urbanapt_BR
dc.subjectPeriferias urbanaspt_BR
dc.subjectPlanejamento urbano - Historiapt_BR
dc.titleOs processos de periferização, desperiferização e reperiferização e as transformações socioespaciais no aglomerado metropolitano de Curitibapt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record