Show simple item record

dc.contributor.advisorLouzada, Fernando Mazzillipt_BR
dc.contributor.authorAnacleto, Tâmile Stellapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecularpt_BR
dc.date.accessioned2018-04-23T17:55:31Z
dc.date.available2018-04-23T17:55:31Z
dc.date.issued2011pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26250
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Fernando Mazzilli Louzadapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular. Defesa: Curitiba, 28/03/2011pt_BR
dc.descriptionBibliografia: fls. 28/03/2011pt_BR
dc.description.abstractResumo: Nos últimos anos, houve uma crescente preocupação com as alterações cognitivas e comportamentais decorrentes da privação de sono. A redução das horas de sono também tem sido identificada como um dos fatores associados ao Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH), sendo que uma análise mais detalhada das relações existentes entre essas variáveis poderia fornecer subsídios para a compreensão do papel do sono em alterações da atividade motora e, consequentemente, elucidar a participação de alterações do ciclo vigília/sono na etiologia do TDAH. Assim, os objetivos desse estudo consistiram em caracterizar os padrões do ciclo vigília/sono e as possíveis associações existentes entre sono e atividade motora em crianças saudáveis com idade entre oito e dez anos, sendo a população de estudo constituída de alunos de uma escola municipal pública de Curitiba. Entre os critérios de exclusão constavam idade superior a 10 anos, diagnóstico de problemas neurocomportamentais, uso de medicação estimulante e/ou entrada na puberdade. A coleta de dados de sono foi realizada pelo uso de actímetro de punho pelas crianças e preenchimento de diário de sono pelos pais, durante dez dias consecutivos. A utilização simultânea desses dois instrumentos permitiu a obtenção de informações sobre o padrão do ciclo vigília/sono, além de informações a respeito da atividade motora diurna dos sujeitos. Além desses dados, obtiveram-se informações a respeito das características do sono e do local de dormir por mei de questionários de hábitos de sono respondidos pelos pais. Ao total, a amostra foi composta por 54 crianças para a análise de sono e 47 crianças para análises de atividade motora e correlações entre sono e atividade motora. Para efeito de comparação, as crianças foram divididas de acordo com o turno escolar. Os resultados obtidos mostraram que as crianças da manhã apresentavam, durante os dias letivos, média de duração de sono de 441,87 minutos, enquanto as crianças da tarde dormiam, em média, 502,54 minutos (p<0,001). Também foi significativa a diferença entre a duração de sono das crianças da manhã durante dias letivos e final de semana (p<0,001). Com relação à atividade motora, observou-se diferença significativa entre as médias de atividade motora realizada na escola entre os sujeitos pertencentes aos turnos da manhã e da tarde (p<0,01). Nesse caso, os sujeitos da manhã, caracterizados pela privação de sono durante os dias letivos, mostraram-se menos ativos na escola do que os alunos da tarde. O grupo da manhã apresentou, também, diferença significativa entre a média de atividade dos dias letivos e final de semana (p=0,04), com aumento da atividade motora durante os dias sem aula. Por fim, o estudo das correlações entre variáveis de sono e atividade motora mostrou a existência de forte correlação (r= 0,626; p<0,05) entre a atividade motora noturna e a atividade motora medida na escola apenas entre os sujeitos da tarde. Dessa forma, é possível afirmar que são existentes as associações entre sono e atividade motora e que a redução das horas de sono poderia estar relacionada à atividade motora reduzida.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: In recent years there has been a growing concern with the cognitive and behavioral changes resulting from sleep deprivation. The reduction of hours of sleep has also been identified as one of the factors associated with Attention Deficit Hyperactivity Disorder (ADHD). A more detailed analysis of the relationship between these variables could provide basis for understanding the role of sleep in changes of motor activity and thus elucidate the effect of changes in sleep/wake cycle in the etiology of ADHD. Therefore, the objectives of this study were to characterize the patterns of sleep/wake cycle and the possible associations between sleep and motor activity in children aged between eight and ten years. The study sample consisted of elementary students of a public school in Curitiba. Among exclusion criteria were students with more than 10 years, with diagnosis of neurobehavioral problems, using stimulants and/or those who had already entered puberty. Data collection of sleep pattern was performed using wrist actigraphy by children and filling a sleep diary by the parents, for ten consecutive days. The combination of these two instruments allowed obtaining information about the pattern of sleep/wake cycle and information about the motor activity of the subjects during the day. In addition to these data, information about the characteristics of sleep and sleeping place of the child were obtained by means of questionnaires about sleeping habits answered by the parents. On the total, analysis of sleep was performed for 54 participants, and motor activits was analysed for 47 children. A correlation of sleep and motor activits was performed for 47 participants. For comparison, the children were divided according to their school schedule. The results obtained showed that the children in the morning presented, during the week days, average sleep duration of 441,87 minutes, while the children in the afternoon slept an average of 502,54 minutes (p<0,001). There was also a significant difference between sleep duration among the children in the morning during school days and weekends (p <0.001). With respect to motor activity, there was a significant difference between the mean motor activity performed at school between subjects attendins the morning and afternoon (p <0,01). In this case, the subjects in the morning, characterized by sleep deprivation during the school days were less active in school than students in the afternoon. The morning group also presented significant difference between the average activity of school days and weekends (p = 0,04), with increased motor activity during the days without class. Finally, the study of correlations between variables of sleep and motor activity showed a strong correlation (r = 0,626, p <0,05) between the nocturnal motor activity and motor activity measured only at school among the subjects in the afternoon. Thus, it is possible to conclude that there are significant associations between sleep and motor activity, and reduced hours of sleep could be related to reduction of motor activity.pt_BR
dc.format.extent94f. : il. [algumas color.], grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectSonopt_BR
dc.subjectCrianças - Sonopt_BR
dc.subjectCitologia e biologia celularpt_BR
dc.subjectBiologia molecularpt_BR
dc.titleCiclo vigília/ sono e atividade motora em crianças de 8 a 10 anospt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record