Show simple item record

dc.contributor.authorGelmini, Geórgia Fernandapt_BR
dc.contributor.otherRoxo, Valeria Maria Munhoz Sperandiopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Biológicas. Programa de Pós-Graduaçao em Genéticapt_BR
dc.date.accessioned2011-08-29T14:19:13Z
dc.date.available2011-08-29T14:19:13Z
dc.date.issued2011-08-29
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/26074
dc.description.abstractResumo: A implantacao embrionaria humana e um processo extremamente complexo que requer habilidade do embriao de se implantar no utero e receptividade adequada do endometrio materno. O progresso nos estudos das moleculas HLA-E e HLA-G levantou dados importantes quanto a funcao dessas moleculas na interface materno-fetal e suas possiveis interacoes com receptores inibidores de celulas NK que resultariam numa regulacao negativa da resposta imune materna, auxiliando a manutencao do feto durante o periodo gestacional. O presente trabalho estimou e comparou as frequencias alelicas, genotipicas e haplotipicas de HLA-E e HLA-G observadas em um grupo de casais pacientes submetidos a tratamento de reproducao assistida e em um grupo de casais controles ferteis. Foram analisados, pela tecnica de sequenciamento de DNA, o exon 3 de HLA-E, e os exons 2, 3 e 4 de HLA-G. Cada amostra foi alinhada com as sequencias genomicas de alelos oficiais e cada SNP foi individualmente anotado. Deste modo foi possivel identificar os dois alelos presentes em cada individuo. As frequencias alelicas, genotipicas e haplotipicas foram comparadas (dentro de cada grupo e entre grupos) pelo metodo de ƒÔ2 (qui-quadrado) e teste exato de Fisher. No presente trabalho os resultados das comparacoes entre os diferentes grupos (pacientes e controles, sexo feminino e sexo masculino, sucesso e insucesso do tratamento de reproducao assistida) sugerem que o alelo HLA-E*01:01 atua como um fator facilitador e os haplotipos HLA-G* 01:01:01 - HLA-E*01:01 e HLA-G*01:01:02 - HLA-E*01:01 poderiam atuar como fatores facilitadores (efeito protetor) no processo de concepcao natural e consequente sucesso da gravidez, enquanto o alelo HLA-E*01:03 atua como um fator de risco e os haplotipos HLA-G* 01:01:03 - HLA-E*01:01 e HLAG* 01:01:02 . HLA-E*01:03 poderiam atuar tambem como fatores de risco (efeito de susceptibilidade).pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleRelação da variação genética do EXON3 de HLA-E, EXONS2, 3 e 4 de HLA-G e tratamento de reprodução assistidapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record