Show simple item record

dc.contributor.advisorPie, Marcelo Robertopt_BR
dc.contributor.authorPortella, Tatiana Pinedapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Biológicas. Programa de Pós-Graduaçao em Ecologia e Conservaçaopt_BR
dc.date.accessioned2011-06-16T13:35:24Z
dc.date.available2011-06-16T13:35:24Z
dc.date.issued2011-06-16
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/25741
dc.description.abstractResumo: O uso das armadilhas de pêlos como método de amostragem não invasiva tem sido amplamente utilizado em estudos de ecologia molecular com mamíferos de vida livre. Porém, para o método ser eficaz é importante garantir um delineamento amostral que garanta tanto a captura dos pêlos da espécie desejada como a obtenção de um material genético de boa qualidade. Com a finalidade de delinear um estudo com felideos neotropicais por meio de armadilhas de pêlos, o presente estudo teve os seguintes objetivos: (1) mensurar o tempo de degradação do DNA contido nos pêlos de felideos quando expostos no ambiente (2) avaliar diferenças na quantidade de DNA extraído entre diferentes classes de pêlo de acordo com suas fases de crescimento; (3) testar a eficácia de três estímulos olfativos: Catnip, Canela (ambos já testados com sucesso em outros estudos ) e baunilha em detectar seis espécies de felideos nas armadilhas de pêlos : Panthera onca, Leopardus pardalis, L.wiedii, L.tigrinus, Puma concolor e P.yagouaroundi. . Para as análises de degradação de DNA realizamos um experimento utilizando-se pêlos de duas espécies de felideos mantidos em cativeiro. A eficácia dos estímulos olfativos em detectar cada espécie de felídeo foi realizada por meio de testes comportamentais em cativeiro e nas detecções em campo. Não houve diferença na concentração de DNA em pêlos de diferentes classes. A degradação do DNA contido nos pêlos quando expostos no ambiente foi extremamente rápida, com a concentração de DNA caindo consideravelmente no segundo dia de exposição ambiental. Dos estímulos testados, a baunilha e a canela foram as que respectivamente geraram maior resposta em todas as espécies analisadas em cativeiro. No campo foram encontrados cinco diferentes táxons, porém nenhuma amostra de felino. A extrema rapidez na degradação do DNA associado ao insucesso de captura nos levou a concluir que programas de amostragem não-invasiva de felinos por armadilhas de pêlos em regiões subtropicais apresentam dificuldades consideravelmente maiores do que estudos semelhantes em ambientes temperados.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectFelideopt_BR
dc.titleArmadilhas de pêlos como método de amostragem não-invasiva para felídeos neotropicaispt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record