Show simple item record

dc.contributor.authorIsrael, Carolina Batistapt_BR
dc.contributor.otherKozel, Saletept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias da Terra. Programa de Pós-Graduaçao em Geografiapt_BR
dc.date.accessioned2013-11-14T12:59:13Z
dc.date.available2013-11-14T12:59:13Z
dc.date.issued2013-11-14
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/24998
dc.description.abstractResumo: Na voragem desses dias pós-modernos nossos olhos são interpelados ininterruptamente por fontes inesgotáveis de mensagens visuais e audiovisuais. Em nossos lares, a televisão como item ndispensável da casa difrata continuamente representações espaciais das mais variadas escalas a confluírem para a formação do nosso olhar sobre o mundo. Se outrora a escola, encarnada principalmente no ensino de Geografia, cumpria a função de centro legítimo autorizado a delimitar os contornos de nossas representações espaciais e dos nossos referenciais de identificação, hoje os meios de comunicação de massa destacam-se nesta função. Considerando estas questões, nos propusemos ao longo deste trabalho a refletir sobre os impactos dos meios audiovisuais na formação das representações geográficas de jovens estudantes e sua correlação com a crise da instituição escolar, focando-nos na mídia televisiva. Como metodologia de investigação empírica, delimitamos nosso trabalho em dois momentos: na primeira fase contemplamos um universo de 300 estudantes com fins de generalização de comportamento; na segunda etapa nos debruçamos sobre um grupo de 20 alunos numa investigação prioritariamente qualitativa. Nossas análises partiram da síntese dessas duas escalas.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectGeografia - Estudo e ensinopt_BR
dc.subjectTelevisãopt_BR
dc.subjectEnsino audiovisualpt_BR
dc.titleEntre as ondas e o gizpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record