Show simple item record

dc.contributor.authorRios, Ester de Mourapt_BR
dc.contributor.otherMoraes, Anibal de, 1956-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Agronomiapt_BR
dc.date.accessioned2010-09-17T12:19:42Z
dc.date.available2010-09-17T12:19:42Z
dc.date.issued2010-09-17
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/24275
dc.description.abstractResumo: O sistema de integração lavoura-pecuária mais utilizado na região subtropical brasileira consiste na rotação envolvendo produção animal no inverno e produção de grãos no verão, em uma mesma área. Esse sistema pode atender as premissas básicas de sustentabilidade do sistema produtivo, se mantidos os estoques de carbono do solo. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos do pastejo e da adubação nitrogenada no azevém sobre a decomposição da fitomassa aérea residual da pastagem, a biomassa microbiana do solo, o acúmulo em curto prazo de carbono orgânico e nitrogênio nas frações da matéria orgânica do solo, e a distribuição de agregados, na camada superficial de um Latossolo Bruno sob sistema de integração lavoura-pecuária. Foi utilizado um experimento de campo instalado em junho de 2006 na região do Terceiro Planalto Paranaense no município de Guarapuava. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso com parcelas subdivididas e três repetições. Os tratamentos foram doses de nitrogênio (0, 75, 150 e 225 kg N ha-1) aplicadas na pastagem de azevém, com e sem pastejo por ovinos. Foi cultivado feijão no verão em sucessão à pastagem. Os resíduos da fitomassa aérea do azevém sob pastejo apresentaram maior dinâmica de mineralização, porém apenas parte do N liberado desses resíduos pode ser aproveitada pela cultura do feijão. O efeito do pastejo sobre a biomassa microbiana ocorreu no início do período experimental e foi restrito à camada de 0-5 cm do solo. A biomassa microbiana não foi afetada no curto prazo pelo nitrogênio aplicado na pastagem, porém o maior aporte de resíduos orgânicos no solo aumentou a biomassa microbiana durante o período experimental. O pastejo aumentou a estabilidade de agregados do solo devido à maior produção de raízes na gramínea pastejada, especialmente nas doses mais baixas de adubo nitrogenado aplicados na pastagem, indicando que o efeito agregador do pastejo independe da maior produção vegetal ou da maior carga animal na área. No curto prazo (quatro meses) e na camada superficial do solo não há evidência de alteração nos estoques de carbono orgânico e nitrogênio total, bem como nas frações particulada e associada aos minerais, em função do pastejo no sistema de integração lavoura-pecuária. No entanto, sem a aplicação de fertilizante nitrogenado no azevém, o pastejo pode reduzir esses estoques de carbono e nitrogênio devido ao baixo aporte de resíduos animais e vegetais.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titlePastejo e adubação nitrogenada na qualidade biológica e estrutural em Altossolo Bruno sob sistema de integração lavoura-pecuáriapt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record