Show simple item record

dc.contributor.advisorReis, Rodrigo Siqueirapt_BR
dc.contributor.authorSantos, Mariana Silvapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Educação Físicapt_BR
dc.date.accessioned2018-03-13T16:03:15Z
dc.date.available2018-03-13T16:03:15Z
dc.date.issued2010pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/24219
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Rodrigo Siqueira Reispt_BR
dc.descriptionDissertaçao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Biológicas, Programa de Pós-Graduaçao em Educaçao Física. Defesa: Curitiba, 19/03/2010pt_BR
dc.descriptionBibliografia: fls. 74-77pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentraçao: Exercício e esportept_BR
dc.description.abstractResumo: A literatura apresenta evidências de que o apoio social (AS) exerce influência na prática de atividades físicas (AF). As instituições religiosas parecem funcionar como um canal para o AS. Além disso, a literatura tem demonstrado que parece haver associação entre a frequência a igrejas e maior engajamento em AF. O objetivo do estudo foi analisar a associação entre a religiosidade, o AS e a AF de lazer de adultos residentes na cidade de Curitiba-PR. O presente trabalho é composto por três artigos, sendo um de revisão e dois originais. O artigo de revisão, que objetivou a síntese da literatura sobre a relação entre a religiosidade, o AS e a AF, foi realizado através de buscas eletrônicas nas principais bases de dados da área da saúde (Medline e Lilacs) e psicologia (PsycInfo), através da combinação dos descritores: &quot;religião", &quot;religiosidade", &quot;religioso", &quot;espiritualidade", &quot;espiritual", &quot;suporte social", &quot;apoio social" &quot;atividade física", &quot;exercício" e &quot;exercício físico", bem como seus correspondentes na língua inglesa. Foram selecionados artigos originais, publicados em inglês, português e espanhol, realizados com adultos (entre 18 e 65 anos) e que incluíssem ao menos um dos domínios da AF. Duzentos e dez estudos foram identificados, sendo que 39 atendiam os critérios de inclusão e oito apresentavam resultados sobre a associação entre as variáveis de estudo. Os artigos foram escritos entre 2001 e 2008 e todos foram realizados em estados dos Estados Unidos. Seis estudos foram transversais, um experimental e um de coorte. Os resultados da revisão sugerem que pessoas que frequentam com mais frequência as igrejas estão mais propensas a iniciarem e se engajarem em alguma AF e que AS obtido através das instituições religiosas parece não ser suficiente para promover AF em níveis recomendados. O artigo original 1 objetivou testar a validade e a idedignidade da versão brasileira da escala de AS para a prática de AF (EASAF) em adultos. Para tanto, a escala foi aplicada em conjunto com um questionário multidimensional face-a-face em 1.461 indivíduos e submetida à testagem da validade (fatorial e construto) e fidedignidade (consistência interna e reprodutibilidade). A análise fatorial resultou em 4 fatores com eingenvalues entre 4,29 e 1,39 que explicam 82,8% da variância total. Nos fatores 1 e 2 ficaram agrupadas as questões sobre AS recebido dos amigos para AFMV e caminhada, respectivamente. Os fatores 3 e 4 ficaram constituídos dos agrupamentos do AS recebido da família, para AFMV e caminhada, nessa ordem. A reprodutibilidade apresentou ICC entre 0,63 e 0,80 e consistência interna alfa entre 0,87 e 0,91. A validade de construto foi evidenciada pela associação ignificativa (p<0,005) entre os escores de AS com caminhada e AFMV. Concluiu-se que o instrumento testado apresenta características psicométricas adequadas para emprego em adultos brasileiros. O artigo original 2 que objetivou analisar a relação entre a religiosidade, o AS e a AF de lazer foi realizado com a participação de 1.461 moradores de regiões com diferentes níveis socioeconômicos (NSE) e condições de ambiente para a prática de AF. Vinte e cinco entrevistadoras foram treinadas e contratadas para realizar a coleta. A taxa de recusa foi de 7,9% (n=121). O controle de qualidade foi realizado em 12,5% da amostra. A entrada de dados foi realizada no software Epidata, por dois profissionais com experiência em digitação e o controle de qualidade foi realizado através da função &quot;Validar arquivos duplicados". As divergências encontradas foram conferidas e corrigidas. A regressão logística (p<0,05) foi utilizada para verificar a relação entre religiosidade, AS da família e amigos, idade, NSE e percepção de saúde. Os resultados emonstram que o aumento da idade está positivamente associado com o aumento das chances de caminhar e inversamente associado com as chances de realizar AFMV, mesmo quando ajustado. O AS recebido dos amigos e da família foi associado com maiores chances de cumprir as recomendações de caminhada e AFMV. A religiosidade e o apoio recebido de pessoas da igreja não foram associados com o umprimento das recomendações. Concluiu-se que o AS é um importante fator de influência para a prática de AF e que a religiosidade e o apoio recebido das pessoas da igreja não são suficientes para promover o cumprimento das recomendações de caminhada e AFMV.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The literature presents evidence that social support (SS) has an influence on physical activity (PA). Religious institutions seem to function as a channel for the SS. Furthermore, the literature has shown that apparent association between frequency of church and greater engagement in PA. The aim of this study was to analyze the association between religiosity, SS and leisure PA in adult residents in the city of Curitiba-PR. This work consists of three articles, one review and two originals. The review article, which aimed to the synthesis of the literature on the relationship between religiosity, SS and PA was carried out through electronic searches in major databases of health (Medline and Lilacs) and psychology (PsycInfo), by the combination of descriptors: "religion," "religiosity," "religious," "spirituality," "spiritual", "social support", "physical activity", "exercise" and their counterparts in English. Are included only original articles, published in English, Portuguese and Spanish, conducted with adults (between 18 and 65 years) and to include at least one of the domain of PA. Two hundred and ten studies were identified, of which 39 met the inclusion criteria and eight had results on the association between the variables. The articles were written between 2001 and 2008 and were conducted in all U.S. states. Six studies were cross-cutting, one is a trial and one is a cohort. The results of the review suggest that people who attend more often the churches are more likely to initiate and engage in some PA and SS obtained through religious institutions seems not to be sufficient to cause PA in recommended levels. The original article 1 aimed to test the validity and eliability of the Brazilian version of SS for the practice of PA (EASAF) in adults. Therefore, the scale was administered in conjunction with a multidimensional questionnaire face-to-face in 1,461 individuals and ubjected to testing of validity (factorial and construct) and reliability (internal consistency and reproducibility). Factor analysis resulted in 4 factors with eigenvalue between 4.29 and 1.39 explaining 82.8% of totalvariance. On factors 1 and 2 were grouped the issues on SS received from friends for MVPA and walk ng, respectively. The factor 3 e 4 were composed of groupings of SS received from family, MVPA and walking, in that order. Reproducibility showed ICC between 0.63 and 0.80 and internal consistency alpha between 0.87 and 0.91.Construct validity was evidenced by a significant association (p<0.005) between the scores of SS with walking and MVPA. It was concluded that the instrument has psychometric properties for use in Brazilian adults. The original Article 2 aimed to examine the relationship between religiosity, SS and leisure PA was conducted involving 1,461 residents of areas with different socioeconomic status (SS) and environmental conditions for the practice of PA. Twenty-five interviewers were trained and hired to harvest. The refusal rate was 7.9% (n = 121). Quality control was performed in 12.5% of the sample. Data entry was done in software Epidata by two professionals with experience in typing and quality control was performed using the function "validate duplicate files". The discrepancies found were checked and corrected. Logistic regression (p<0.05) was used to verify the relationship between religiosity, family and friends, age, SS and health perception. The results show that increasing age is positively associated with increased odds of walking and inversely associated with the chances of performing MVPA, even when adjusted. AS received from friends and family was associated with greater chances of fulfilling the recommendations of walking and MVPA. Religiosity and the support received from church people were not associated with the implementation of the recommendations. It was concluded that SS is an important factor to influence the practice of PA and that religiosity and support received from the church people are not sufficient to promote compliance with the recommendations of walking and MVPA.pt_BR
dc.format.extent82f. + anexos : il., grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectReligiosidadept_BR
dc.subjectLazerpt_BR
dc.subjectEducação físicapt_BR
dc.titleReligiosidade, apoio social e atividade física em adultos residentes em Curitiba-PRpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record