Show simple item record

dc.contributor.authorMoreira, Marluspt_BR
dc.contributor.otherRepka, João Carlos Dominguespt_BR
dc.contributor.otherMatias, Jorge Eduardo Foutopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias da Saúde. Programa de Pós-Graduaçao em Clínica Cirúrgicapt_BR
dc.date.accessioned2010-07-30T11:55:12Z
dc.date.available2010-07-30T11:55:12Z
dc.date.issued2010-07-30
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/24155
dc.description.abstractResumo: Introducao: O pancreas tem sido citado como possivel alvo da toxicidade do tacrolimus, devido a ocorrencia de pancreatite aguda apos o transplante e uso deste agente imunossupressivo. Entretanto, nao ha ainda consenso sobre a toxicidade pancreatica, por nao ser considerada um efeito colateral do tratamento imunossupressivo, porque a incidencia de problemas pancreaticos e alta entre os receptores de transplantes pancreaticos, ficando dificil apontar o farmaco como desencadeante do processo uma vez que o orgao alvo sofreu intensa manipulacao e isquemia. Objetivo: Verificar se o tacrolimus administrado em ratos em vigencia de pancreatite induzida pela L-Arginina interfere: nos niveis sericos da amilase, da glicose e no padrao histologico do parenquima pancreatico. Material e Metodo: A amostra constituiu-se de 40 ratos Wistar separados em quatro grupos com 10 ratos cada. Grupo controle (C) para estabelecer os valores de referencia, grupo tacrolimus (T), grupo pancreatite (P) e grupo pancreatite-tacrolimus (PT). Em todos os grupos foram avaliados os niveis sericos de amilase, glicemia e tacrolimus e feitas avaliacoes histologicas do pancreas, considerando os seguintes padroes histologicos: edema, infiltracao inflamatoria, hemorragia e atrofia pela coloracao de hematoxilina e eosina. A inducao de pancreatite foi feita pela inoculacao de LArginina na dose de 500mg/100mg por via intra-peritoneal e o tratamento com tacrolimus na dose de 1£gg/kg por via sub-cutanea por quatro dias. Os resultados foram comparados pelo metodo estatistico T-Student e adotado o nivel de significancia de p „T 0,05. O projeto foi aprovado pelo comite de etica em pesquisa com animais do Hospital e Maternidade Angelina Caron. Resultados: Ocorreram dois obitos no grupo P. As dosagens de amilase foram significantemente maiores nos grupos P, T e PT quando comparadas ao grupo C (p=0,0000) e nao houve diferenca significante entre as medias dos grupos P e PT (p=0,1636). As glicemias nao diferiram entre os grupos P, T e PT quando comparadas ao grupo C (p>0,05). Houve deteccao serica de tacrolimus somente nos grupos T e PT e estas nao diferiram entre si (p=0,7112) e nos grupos P e C nao houve deteccao. Quanto a avaliacao histologica do pancreas, observaram-se edema moderado e severo no grupo PT e leve e moderado no grupo P. Infiltracao inflamatoria moderada no grupo P e moderada e severa no grupo PT. A atrofia pancreatica foi observada em escala de moderada e severa nos grupos P e PT. Nao foram observadas alteracoes histologicas no grupo T quando comparado ao grupo C. Conclusoes: O tratamento pelo tacrolimus induziu aumento significativo nos niveis sericos de amilase em ratos normais porem nao demonstrou efeito significativo nos niveis desta enzima em ratos com pancreatite. O tratamento pelo tacrolimus nao alterou a glicemia e o padrao histologico do parenquima pancreatico de ratos normais. Houve ocorrencia de edema e infiltracao inflamatoria com maior severidade no parenquima pancreatico dos ratos tratados com tacrolimus em vigencia de pancreatite.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleEstudo da ação do imunossupressor tacrolimus na pancreatite aguda experimental induzida pela argininapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record