Show simple item record

dc.contributor.advisorWerner, Pedro Ribaspt_BR
dc.contributor.authorCarvalho, Priscila Paula dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterináriaspt_BR
dc.date.accessioned2019-02-26T12:22:42Z
dc.date.available2019-02-26T12:22:42Z
dc.date.issued2004pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/2179
dc.descriptionOrientador: Pedro Ribas Wernerpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias. Defesa: Curitiba, 2004pt_BR
dc.descriptionInclui bibliografiapt_BR
dc.descriptionÁrea de concentraçao: Patologia veterináriapt_BR
dc.description.abstractResumo: Visando determinar quais as espécies envolvidas e quais as doenças diagnosticadas em psitacídeos, foram analisados os arquivos do Laboratório de Anatomia Patológica, do Hospital Veterinário, do Setor de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Paraná, do período de janeiro de 1994 a dezembro de 2002. Todas as aves estavam em cativeiro e morreram naturalmente. Durante a necropsia foram colhidas amostras de órgãos e tecidos, fixados em formol a 10% e processados para exame histopatológico. Durante este período foram examinados 78 psitacídeos de 22 espécies diferentes, sendo que a espécie mais freqüente é a Amazona aestiva (Papagaio-verdadeiro) (24,36%), seguida da Triclaria malachitacea (Sabiá-cica) (11,54%) e do Melopsitacus undulatos (Periquito australiano) (10,26%) e Ara ararauna (Arara Canindé), (10,26%). As doenças diagnosticadas foram classificadas em oito categorias: doenças infecciosas (32,94%), distúrbios hemohidrodinâmicos (22,35%), doenças metabólicas (14,12%), doenças inflamatórias (11,76%), neoplasias (5,88%), doenças degenerativas (4,71%) e intoxicações (1,18%); 7,06% das aves examinadas não apresentavam alterações patológicaspt_BR
dc.description.abstractAbstract: The aim of this study was to determine the species involved and the diseases diagnosed during postmortem examination of psittacine birds examined at the Pathology Diagnostic Laboratory of the Veterinary Teaching Hospital of the Federal University of Parana, Brazil, from January 1994 to December 2002. All birds were raised or kept in captivity and died from natural causes. During necropsy organ and tissue samples were collected in 10% neutral formaline and were processed for histopathologic examination. A total of 78 psittacine birds were examined during that period. Twenty-two different species of psittacine birds were examined. The most common species were Amazona aestiva (24.36%); Tricalaria malachitacea (11.54%); Melopsittacus undulatus (10,26%) and Ara ararauna (10,26%). The diseases diagnosed during histopathologic examination were classified as infectious diseases (32,94%); hydro-hemodynamic disturbances (22,35%); metabolic diseases (14,12%); inflammatory diseases (11,76%); neoplasia (5,88%); degenerative disease (4,71 %); and intoxications (1,18%), 7,06% of the birds examined did not show pathologic alterationspt_BR
dc.format.extentvii, 36f. : tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectAves - Doenças - Paranápt_BR
dc.subjectAnimais selvagens em cativeiro - Doenças - Paranápt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleAlterações patológicas encontradas em psitacídeos mortos em cativeiro de janeiro de 1994 a dezembro de 2002 no estado do Paranápt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record