Show simple item record

dc.contributor.advisorFernandes, Luiz Cláudio, 1960-pt_BR
dc.contributor.authorMachado, Andressa Franzoipt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecularpt_BR
dc.date.accessioned2018-04-20T20:16:37Z
dc.date.available2018-04-20T20:16:37Z
dc.date.issued2008pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/16991
dc.descriptionOrientador: Luiz Cláudio Fernandespt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular. Defesa: Curitiba, 30/07/2008pt_BR
dc.descriptionInclui bibliografia e anexopt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Fisiologiapt_BR
dc.description.abstractDiabetes tipo II é a forma mais prevalente de diabetes e depende de fatores genéticos e ambientais, tais como o consumo de dietas ricas em gordura, principalmente ácidos graxos saturados e sedentarismo. Pacientes com diabetes tipo II apresentam hiperglicemia e dislipidemia como resultado de deficiências na secreção e ação da insulina, ou seja, disfunção da célula ß pancreática e resistência à insulina. Ácidos graxos poliinsaturados omega- 3 são essenciais para o crescimento e desenvolvimento normais e podem ter papel importante na prevenção e tratamento do diabetes e resistência à insulina pelo aumento da fluidez da membrana e redução na concentração plasmática de triacilglicerol. A globalização tem contribuído para o aumento de dietas ricas em ácidos graxos saturados, trans e baixo consumo de ácidos graxos poliinsaturados e, consequentemente aumento da prevalência de obesidade e diabetes tipo II. Nosso estudo investigou o efeito da suplementação com óleo de peixe, rico em ácidos graxos poliinsaturados omega- 3, sobre parâmetros bioquímicos, tolerância à glicose e sensibilidade e responsividade do músculo sóleo na ausência ou presença de insulina, pela determinação da produção de lactato e síntese de glicogênio de ratos diabéticos. Diabetes tipo II experimental foi induzido através de injeção intraperitonial de estreptozotocina (100 mg/kg p.c.) em ratos wistar com dois dias de vida. Após 10 semanas, os ratos foram divididos em seis grupos: ratos controles ou diabéticos alimentados com ração regular e não suplementados (C ou D), alimentados com ração regular e suplementados com óleo de peixe (OP ou DOP), alimentados com ração regular e suplementados com gordura de coco (GC ou DGC). Após, os ratos foram suplementados diariamente com óleo de peixe ou gordura saturada (1g/kg p.c.) durante seis semanas. O diabetes experimental resultou em hiperglicemia, intolerância à glicose, baixa insulinemia basal, provável alteração na secreção de insulina na presença de glicose, resistência à insulina, hipertriacilglicerolemia, hipercolesterolemia e redução da produção de lactato e síntese de glicogênio na presença de insulina, o que significa menor sensibilidade e responsividade do músculo sóleo comparado com à dos animais não diabéticos. Gordura de coco aumentou a concentração plasmática de triacilglicerol e reduziu a sensibilidade e responsividade do músculo sóleo na presença de insulina para os animais não diabéticos. Óleo de peixe reduziu a concentração plasmática de colesterol para os animais não diabéticos e aumentou a produção de lactato na presença de insulina, ou seja, melhorou a sensibilidade do músculo sóleo, mas não alterou a síntese de glicogênio para os ratos diabéticos. Nossos dados sugerem que a suplementação com óleo de peixe reduz a lipidemia nos animais não diabéticos e aumenta a sensibilidade à insulina no diabetes tipo II.pt_BR
dc.description.abstractType II diabetes is the most prevalent form of diabetes and its development is associated to genetic and environmental factors, such as consumption of energy-dense diets high in fat, particularly saturated fatty acids and sedentary lifestyle. Patients with type 2 diabetes have hyperglycemia and dyslipidemia as a result of deficiencies in both insulin secretion and insulin action, due to ß-cell dysfunction and insulin resistance. Polyunsaturated fatty acids omega- 3 are essential for normal growth and development and may play an important role in the prevention and treatment of diabetes and insulin resistance by increasing membrane fluidity and decreasing plasma triacylglicerol concentrations. Globalization have contribute to increased consumption of diets rich in saturated and trans fatty acids and low consumption of polyunsaturated fatty acids and which has been associated to obesity and prevalence of type II diabetes. The present study investigated the effect of supplementation with fish oil, rich in omega- 3 polyunsaturated fatty acids on blood biochemical parameters, glucose tolerance and sensitivity and responsivity of skeletal soleus muscle to insulin in diabetic rats. Experimental type II diabetes was induced by intravenous injection of streptozotocin (100 mg/kg b.c.) in 2 days old male Wistar rats .After 10 weeks, Wistar rats were divided into six groups: rats control or diabetic were fed with regular chow (C or D), fed regular chow and supplemented with coconut fat (GC or DGC) or fish oil (OP or DOP). Then, rats were daily supplemented with fish oil or coconut fat (1g/kg b.c.). Experimental diabetes resulted in hyperglycemia, glucose intolerance, lower plasma insulin concentrations, impaired of insulin secretion at presence of glucose, insulin resistance, hypertriacylglycerolemia, hypercholesterolemia and reduced lactate production and glycogen syntesis at presence of insulin meaning sensitivity and responsivity of skeletal soleus muscle decreased when compared to non-diabetic rats. Coconut fat increased plasma triacylglycerol concentrations and reduced sensitivity and responsivity of skeletal soleus muscle at presence of insulin to non-diabetic rats. Fish oil decreased plasma cholesterol concentrations in non-diabetic rats and increased the lactate production at presence of insulin which improved sensitivity of skeletal soleus muscle, but not altered the glycogen syntesis of diabetic rats. Our data suggest that FO supplementation reduced lipidemia to non-diabetic rats and increased insulin sensitivity in type II diabetes.pt_BR
dc.format.extentxv, 75f. : il. algumas color., grafs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectDiabetespt_BR
dc.subjectOleo de peixept_BR
dc.subjectCitologia e biologia celularpt_BR
dc.subjectBiologia molecularpt_BR
dc.titleEstabelecimento de modelo animal de diabetes tipo II : efeito da suplementação com óleo de peixe sobre a sensibilidade e responsividade r insulinapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record