Show simple item record

dc.contributor.advisorSantana, Luiz Vamberto de, 1947-pt_BR
dc.contributor.authorKohut, Jose Sergiopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Curso de Graduação em Ciências Econômicaspt_BR
dc.date.accessioned2022-05-25T19:39:27Z
dc.date.available2022-05-25T19:39:27Z
dc.date.issued2005pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/75982
dc.descriptionOrientador: Luiz Vamberto Santanapt_BR
dc.descriptionMonografia(Graduaçao) - Universidade Federal do Paraná,Setor de Ciencias Sociais Aplicadas, Curso de Ciencias Econômicaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Após a implantação do Plano Real em 1994, que conseguiu uma certa estabilidade econômica para o país, as atenções se voltaram para uma antiga aspiração do povo brasileiro que seria uma ampla Reforma Tributária que transformasse o sistema então existente em algo moderno, eficiente e justo seguindo os princípios clássicos que ditam conceitos para se atingir estes objetivos. Mas o que se viu foram as propostas consideradas eficientes, esbarraram em um confuso jogo de interesses por parte das esferas governamentais e dos parlamentares. O presente trabalho têm como objetivo apresentar dois fatores que se destacaram como negativos para a aprovação das propostas elaboradas, são eles: o Federalismo Fiscal do Brasil, com suas peculiaridades e debilidades; e a Política de Ajuste Fiscal adotada pelo governo em 1998 que busca metas para obtenção de Superávit Primário.pt_BR
dc.format.extent37 f.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectReforma tributariapt_BR
dc.titleReforma tributaria no Brasil : analise dos fatores que impediram sua realizaçao apos o plano realpt_BR
dc.typeMonografia Graduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record