Show simple item record

dc.contributor.authorSoprano, Arlete T. Besenpt_BR
dc.contributor.otherKuenzer, Acácia Zeneidapt_BR
dc.contributor.otherLeopardi, Maria Terezapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2020-12-15T23:25:00Z
dc.date.available2020-12-15T23:25:00Z
dc.date.issued1995pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/68215
dc.descriptionOrientadora: Acácia Zeneide Kuenzerpt_BR
dc.descriptionCoorientadora: Maria Tereza Leopardipt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Curso de Mestrado em Educaçãopt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 152-158pt_BR
dc.description.abstractRsumo: Este estudo tem como objeto o Princípio Educativo no Trabalho do Enfermeiro, apresentando formas como este profissional se educa pelo trabalho e se percebe produzindo conhecimento e situando-se como agente de transformação. Para a coleta dos dados utilizou-se as técnicas de observação direta e entrevista semiestruturada com 10 (dez) enfermeiros de 08 (oito) Unidades Básicas de Saúde - UBS do Município de Itajaí - SC. Tomou como método de investigação as categorias da dialética: totalidade, contradição e práxis. A construção das categorias fundamentais de análise foram elaboradas primeiro a partir da concepção de saúde socialmente construída com a implantação de um Sistema Único de Saúde - SUS; segundo, entendendo o trabalho como princípio educativo, ou seja, a forma como cada sociedade, de acordo com o seu grau de desenvolvimento, educa seus intelectuais e qual o papel destes nas relações de produção, na escola e no trabalho. Foram estabelecidas outras categorias de forma a ordenar a análise de dados sistematizados em oito capítulos: caracterização, condições de trabalho, relação com a equipe, capacitação, relação com usuários e comunidade, educação escolar e educação no trabalho. Verificou-se que o enfermeiro enquanto trabalhador, mesmo enfrentando as adversidades do cotidiano de sua prática e o poder institucional, vem aprendendo e se construindo em e pelo seu trabalho. A dimensão pedagógica do trabalho, muitas vezes, não é percebida de forma clara pelos enfermeiros numa perspectiva de transformação, sendo este um aspecto limitador de sua prática. A pesquisa aponta para um novo papel do enfermeiro de cunho mais educativo, papel este que deve ser entendido como um buscar constante de forma mais participativa com os usuários do serviço de saúde, levando-os a uma melhor visão acerca do seu processo de viver, passando sua prática a ser visualizada como um embrião de transformação.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This research approaches the Educational Principle in the Nurse's Work, presenting the several ways this professional instruct themselves through work and realize that they are generating knowledge and establishing themselves as transforming agent In order to collect data, die direct observation technique as well a semi- structured interview were employed with ten nurses from eight Basic Health Units (UBS) in the Itajai district. The dialectical categories, such as totality, contradiction and praxis, were taken as the investigation method. The edification of the analysis fundamental categories was first elaborated from a social point of view inserted in a Unique Health System - SUS. Secondly, by understanding the work as an educational principle, that is, the way each society, according to its development, educate its intellectuals and what their role is in the production relations, at school and at work. Other categories were determined to organize the data analyses presented in eight chapters: Characterization, Working Conditions, Relationship Between the Staff, Qualify, Relationship Between Users and Community, Education at School and Education at Work. It was noticed that the nurse as a worker, even coping with everyday adversities of his/her practice and the institutional power, is learning and raising himself/herself in and through his/her work. The research pedagogical dimension is not always fully realized in a transforming perspective by nurses, being this one of the limitation aspects when it is put into practice. Ultimately, this research points out to a prominent educational role for nurses, which must be understood as a permanent search for a way to be really involved with the health service users, leading them to improve their concepts about their life process. By doing so, nurses would visualize their practice as the very transforming embryo.pt_BR
dc.format.extent158 f. : il., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectEnfermagem - Estudo e ensinopt_BR
dc.subjectEnfermeirospt_BR
dc.subjectDissertações - Educaçãopt_BR
dc.subjectEducação em enfermagempt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titleO princípio educativo no trabalho do enfermeiropt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record