Show simple item record

dc.contributor.advisorKolm, Hedda Elisabethpt_BR
dc.contributor.authorCorrea, Francianept_BR
dc.contributor.otherSiqueira, Adrianapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Curso de Graduação em Ciências Biológicaspt_BR
dc.date.accessioned2022-08-26T12:49:42Z
dc.date.available2022-08-26T12:49:42Z
dc.date.issued2004pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/32571
dc.descriptionOrientadora: Hedda Elisabeth Kolmpt_BR
dc.descriptionCoorientadora: Adriana Siqueirapt_BR
dc.descriptionMonografia (Bacharelado) - Universidade Federal do Paraná.Setor de Ciencias Biologicas. Curso de Graduaçao em Ciencias Biologicaspt_BR
dc.description.abstractResumo : Apesar de ocorrerem em todos os ambientes marinhos, a importância das bactérias é maior nas regiões próximas à costa (deltas, estuários, baías e desembocaduras de rios) devido, por um lado ao "input" de matéria orgânica e nutrientes provenientes da terra firme, por outro às influências antrópicas (cidades, povoados, portos, etc.) que as alteram, quantitativa e qualitativamente, de forma direta ou indireta Foi objetivo da presente pesquisa: 1) avaliar espacial- e temporalmente o quantitativo de bactérias heterotróficas totais, biomassa bacteriana, bactérias heterotróficas aeróbicas halófilas e halófobas, coliformes totais e Escherichia coli, 2) avaliar sua interrelação com parâmetros bióticos (clorofila) e abióticos (temperatura, salinidade, pH, oxigênio dissolvido, seston, transparência da água e pluviosidade) com a alternância da maré na Gamboa do Maciel. A Gamboa do Maciel está localizada entre a cidade de Paranaguá e a Ilha do Mel, no setor euhalino do Complexo Estuarino de Paranaguá. Na sua desembocadura ocorre uma depressão com profundidade máxima estimada em 20 m. O sedimento desta área é estruturalmente complexo, com 16 classes texturais distintas, desde finos até grânulos. Os valores de carbonato de cálcio são intermediários (6,7%) e os de matéria orgânica elevados. Suas margens são bordeadas por manguezais com pouca influência antrópica. Segundo fotografias aéreas recentes a região mais interna da gamboa encontra-se interligada com o Rio Guaraguaçu. Os resultados mostraram que, com exceção da biomassa bacteriana e da Escherichia coli, houve variação significativa de todos os parâmetros estudados com a alternância da maré. Por outro lado, não pode ser observada variação significativa dos fatores bióticos e abióticos estudados ao longo da gamboa. Concluiu-se que a água, durante o período estudado apresentou padrões satisfatórios de balneabilidade e insatisfatórios para o cultivo de organismos a serem ingeridos crus e sem prévia depuração.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectBactériaspt_BR
dc.subjectBactérias heterotróficaspt_BR
dc.subjectGamboa (Paranagua, PR)pt_BR
dc.titleVariabilidade espacial e temporal de bactérias na Gamboa do Maciel, Paraná, ao longo de um ciclo diurno de marépt_BR
dc.typeMonografia Graduação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record