Show simple item record

dc.contributor.advisorValderramas, Silvia Regina, 1964-pt_BR
dc.contributor.authorAlbanski, Aline Steffen, 1994-pt_BR
dc.contributor.authorSantos, Indianara Cristina dos, 1996-pt_BR
dc.contributor.authorPereira, Kelly Cristina Dias, 1996-pt_BR
dc.contributor.otherSzkudlarek, Ariani Cavazzani, 1978-pt_BR
dc.contributor.otherIucksch, Dielise Debona, 1979-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor Litoral. Bacharelado em Fisioterapiapt_BR
dc.date.accessioned2022-08-11T19:14:02Z
dc.date.available2022-08-11T19:14:02Z
dc.date.issued2017pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/77599
dc.descriptionOrientadora: Silvia Valderramaspt_BR
dc.descriptionCoorientadora: Ariani Cavazzani Szkudlarekpt_BR
dc.descriptionColaboradora: Dielise Debona Iuckshpt_BR
dc.descriptionTrabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado) - Universidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Curso de Graduação em Fisioterapia.pt_BR
dc.description.abstractResumo : Objetivos: Avaliar a função pulmonar, força muscular respiratória e eficácia da tosse em pacientes com lesão medular (LM), e verificar se existe associação com o nível da lesão. Métodos: estudo transversal, onde foram incluídos indivíduos com LM com idade entre 20 e 60 anos, de ambos os sexos pareados a um grupo controle. Avaliaram-se a função pulmonar (espirometria), força muscular respiratória (pressão inspiratória máxima - Pimáx e pressão expiratória máxima – Pemáx), pico de fluxo de tosse (PFT), e o nível de lesão medular. Resultados: os pacientes alocados no grupo LM apresentaram redução dos parâmetros de função pulmonar [CVF (69,50±19 vs 89,40±11,40, p=0,000), VEF1(75,5± 25,60 vs 94,70±14,40, p=0,006), da FM inspiratória e expiratória Pimáx (83,095 ± 25,56 vs 115,00 ± 34,71, p=0,002), e Pemáx (55,00 ± 21,90 vs117,38 ± 46,97, p=0,000) e intensidade da tosse [PFT (407 ± 139 vs 599 ± 152, p=0,000). Houve associação entre os parâmetros supracitados e tetraplegia. Conclusão: pacientes com a lesão medular apresentam comprometimento da função pulmonar, força muscular respiratória e diminuição da eficácia da tosse, e estas alterações estão associadas com a tetraplegia.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTestes de função respiratóriapt_BR
dc.subjectMedula espinhal - Ferimentos e lesõespt_BR
dc.subjectEspirometriapt_BR
dc.titleFunção pulmonar, força muscular respiratória e eficácia da tosse em pacientes com lesão medular : estudo transversalpt_BR
dc.typeMonografia Graduação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record