Show simple item record

dc.contributor.advisorMoreira, Ana Tereza Ramos, 1960-pt_BR
dc.contributor.authorRoque, Matheus Cieslakpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Curso de Especialização em Oftalmologiapt_BR
dc.date.accessioned2022-08-05T14:26:19Z
dc.date.available2022-08-05T14:26:19Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/77596
dc.descriptionOrientador: Prof(a). Dra. Ana Tereza Ramos Moreirapt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Curso de Especialização em Oftalmologia.pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Introdução: Em dezembro de 2019 foi descoberta a transmissão de um novo coronavírus (SARS-CoV-2), identificado em Wuhan, na China, e causou a COVID-19, uma doença que apresenta um espectro clínico variando de infecções assintomáticas, ou a quadros graves que podem levar a óbito. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a maioria (cerca de 80%) dos pacientes com COVID-19 podem ser assintomáticos ou oligossintomáticos, e aproximadamente 20% dos casos detectados requer atendimento hospitalar por apresentarem dificuldade respiratória, dos quais aproximadamente 5% podem necessitar de suporte ventilatório. No entanto, não há relatos na literatura médica neste momento, ao nosso conhecimento, que identificam uma relação direta entre o SARS-CoV-2 e o olho. Os pesquisadores não relatam anormalidades oculares nem foram declaradas na literatura médica se houveram quadros de conjuntivite ou presença viral detectada nas lágrimas, relativamente à porcentagem de pacientes com COVID-19. O presente estudo faz uma revisão sistemática, cujo objetivo é demonstrar achados, riscos de exposição e, sinais e sintomas apresentados por pacientes com COVID-19 em diversos centros médicos no mundo. Metodologia: revisão bibliográfica sistemática, utilizando artigos da base de dados Pubmed, dentro dos critérios do trabalho. Resultados: selecionados 6 artigos publicados em 2020, que abordam o tema COVID-19 e Oftalmologia de alguma forma. Foi demonstrado alguma relação entre pacientes graves terem maior chance de cursar com conjuntivites. Também exposto a presença de SARS-CoV-2 no ambiente do consultório após visita de pacientes contaminados. Conclusão: a relação direta entre COVID-19 ainda não está totalmente estabelecida, porém não é possível descartar a forma de contágio via ocular, visto a presença de dados que comprovam alguma relação dos achados de conjuntivite e diagnóstico de COVID- 19.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectCOVID-19 (doença)pt_BR
dc.subjectConjuntivitept_BR
dc.subjectSARS-CoV-2pt_BR
dc.subjectPandemiaspt_BR
dc.titleAchados oftalmológicos em pacientes com covid-19 : revisão da literaturapt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record