Show simple item record

dc.contributor.advisorMoreira, Ana Tereza Ramos, 1960-pt_BR
dc.contributor.authorBoico, Marcel Souza, 1990-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Curso de Especialização em Oftalmologiapt_BR
dc.date.accessioned2022-08-05T14:24:07Z
dc.date.available2022-08-05T14:24:07Z
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/77595
dc.descriptionOrientador: Profa. Dra. Ana Tereza Ramos Moreirapt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Curso de Especialização em Oftalmologia.pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Introdução: A iridectomia periférica a laser (IPL) é um procedimento ambulatorial de fácil execução com indicação clara para pacientes com fechamento angular primário (FAP) e glaucoma primário de ângulo fechado (GPAF), atualmente, discute-se a indicação deste procedimento nos olhos suspeitos de fechamento angular (SFAP). O presente estudo faz uma revisão sistemática cujo objetivo é definir quando indicar a IPL em SFAP. Metodologia: revisão bibliográfica sistemática, utilizando artigos da base de dados Pubmed, dentro dos critérios do trabalho. Resultados: foram selecionados 10 artigos, somando mais de dois mil olhos analisados. As alterações na câmara anterior foram notadas em todos os estudos analisados (4/4), mas não foi sustentada ao longo dos estudos, sendo o Lens Vault (LV) um dos principais fatores relacionados a redução dos parâmetros na CA. Dois de três estudos não tiveram elevação da PIO após IPL, tendo 18% de prevalência no estudo que apresentou elevação da PIO. A incidência de pico de PIO foi semelhante nos trabalhos revisados, chegando a 10%. Hifema ocorreu com maior frequência nas IPL superior em relação a inferior (41% vs 30%) Conclusão: apesar de segura e com baixo risco de complicações, a iridectomia periférica a laser não deve ser indicada de forma generalizada para os olhos suspeitos de fechamento angular primário, devendo-se individualizar cada caso e seus fatores de risco para evolução para doença de ângulo fechado ou fechamento angular primário agudo.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectIris - Doençaspt_BR
dc.subjectGlaucomapt_BR
dc.titleIridectomia a laser em pacientes suspeitos de fechamento angular primário : revisão da literaturapt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record