Show simple item record

dc.contributor.advisorHamerschmidt, Rogério, 1974-pt_BR
dc.contributor.authorMasi, Roberta David João dept_BR
dc.contributor.otherLucinda, Lucas Resende, 1990-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Curso de Especialização em Otorrinolaringologiapt_BR
dc.date.accessioned2022-08-05T14:21:35Z
dc.date.available2022-08-05T14:21:35Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/77594
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Rogério Hamerschmidtpt_BR
dc.descriptionCoorientador: Prof. Lucas Resende Lucinda Mangiapt_BR
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Curso de Especialização em Otorrinolaringologia.pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Introdução: A disfunção olfatória é frequente no COVID-19 e pode ocorrer concomitante ao envolvimento pulmonar. Essas manifestações não parecem compartilhar mecanismos fisiopatológicos, mas faltam dados clínicos sobre o assunto. Objetivos: Este estudo tem como objetivo correlacionar a função olfatória (FO) e o envolvimento radiológico pulmonar em pacientes hospitalizados com COVID-19. Materiais e Métodos: Pacientes hospitalizados com COVID-19 grave foram recrutados. Eles tiveram seu a FO avaliada objetivamente pelo Alcohol Sniff Test e foram submetidos a uma tomografia computadorizada de tórax (TCt). A análise qualitativa e quantitativa das imagens de TC foram realizadas por um radiologista cego. A avaliação quantitativa incluiu o grau de parênquima envolvido e o escore de gravidade tomográfico (CT-SS). Os dados obtidos nessas avaliações foram comparados. Resultados: Não houve correlação entre a FO e o grau de envolvimento pulmonar (p-valor: 0,884) ou CT-SS (coeficiente de Pearson: -0,111). Além disso, os pacientes com achados radiológicos na TCt típicos para COVID-19 não apresentaram FO significativamente diferente dos demais (p-valor: 0,193). Conclusões: A disfunção olfatória não se correlaciona com o envolvimento radiológico do pulmão em pacientes hospitalizados com COVID-19. Há também evidências clínicas de que o distúrbio olfatório e a doença pulmonar na COVID-19 têm mecanismos distintos.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectCOVID-19 (doença)pt_BR
dc.subjectPneumopatiaspt_BR
dc.subjectOlfatopt_BR
dc.titleFunção olfatória e achados na tomografia computadorizada de tórax no covid-19 : existe alguma correlação?pt_BR
dc.typeMonografia Especialização Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record