Show simple item record

dc.contributor.advisorBrahim, Adriana Cristina Sambugaro de Mattos, 1972-pt_BR
dc.contributor.authorVaz, Raphael Barreto, 1985-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Letraspt_BR
dc.date.accessioned2022-08-04T19:19:21Z
dc.date.available2022-08-04T19:19:21Z
dc.date.issued2022pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/77561
dc.descriptionOrientadora: Profa. Dra. Adriana Cristina Sambugaro de Mattos Brahimpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Letras. Defesa : Curitiba, 31/05/2022pt_BR
dc.descriptionInclui referências: p. 167-178pt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Estudos Linguísticospt_BR
dc.description.abstractResumo: Os estudos dos letramentos (COPE; KALANTZIS, 2016; JORDÃO et al, 2018; LUKE, 2018; MENEZES DE SOUZA, 2011; MONTE MÓR, 2015a; TAKAKI; MONTE MÓR, 2017; MATTOS BRAHIM; HIBARINO, 2020) e os estudos decoloniais (SOUZA; DUBOC, 2021; GROSFOGUEL, 2018; MIGNOLO, 2003; MIGNOLO; WALSH, 2018; QUIJANO, 2000; SOUSA SANTOS, 2019) têm ganhado grande proeminência no contexto da Linguística Aplicada no Brasil. Nesta dissertação faço um apanhado das duas áreas, propondo um letramento outro, a saber o Letramento Neocolonial Crítico (LNC), apresentando um diálogo epistemofágico (JORDÃO, 2011) entre letramentos e decolonialidade, defendendo a hipótese de que mais do que a colonialidade, vivemos num momento neocolonial. A fim de argumentar pelo conceito de neocolonialismo na contemporaneidade, proponho que ele se manifesta em quatro macro-estruturas neocoloniais determinantes, sendo elas: imperialismo estadunidense, neoliberalismo, racismo cultural e globalização. A partir de uma autoetnografia, trago minhas leituras bibliográficas como embasamento teórico, refletindo sobre minha prática como professor de inglês. Ao final, defendo uma educação linguística crítica que inclua discussões em sala de aula que construam sentidos sobre ditas macro-estruturas neocoloniais de modo a desafiar o pensamento hegemônico encabeçado pelo Norte Global, cujo império mais importante hodiernamente são os Estados Unidos (EUA). Logo, questionar o papel que os EUA ocupam no mundo se mostra demasiadamente relevante, especialmente em aulas de inglês.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Literacies studies (COPE; KALANTZIS, 2016; JORDÃO et al, 2018; LUKE, 2018; MENEZES DE SOUZA, 2011; MONTE MÓR, 2015a; TAKAKI; MONTE MÓR, 2017; MATTOS BRAHIM; HIBARINO, 2020) and decolonial studies (SOUZA; DUBOC, 2021; GROSFOGUEL, 2018; MIGNOLO, 2003; MIGNOLO; WALSH, 2018; QUIJANO, 2000; SOUSA SANTOS, 2019) have gained great prominence in Applied Linguistics (AL) in Brazil. In this dissertation I provide an overview of both areas, proposing a literacy otherwise, namely Critical Social Literacy (CSL), presenting a dialogue between literacy studies and decoloniality, defending the hypothesis that more than in coloniality, we are living in a neocolonial historical moment. Aiming to argue for the concept of neocolonialism in contemporaneity, I propose that it manifests itself through four determining social macro-structures, which are: US imperialism, neoliberalism, cultural racism, and globalization. Stemming from an auto-ethnography, I bring my bibliographical readings as theoretical basis, reflecting on my praxis as an English teacher. By the end, I advocate for a critical linguistic education which includes discussions in the classroom, making meanings about such macro-structures, aiming at challenging the hegemonic thought from the Global North, whose most important empire currently is the United States of America. Hence, questioning the US role in the world becomes paramount, especially in English classes.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectImperialismopt_BR
dc.subjectLinguistica aplicadapt_BR
dc.subjectLetramentopt_BR
dc.subjectLíngua inglesapt_BR
dc.subjectLetraspt_BR
dc.titleNeocolonialismo : letramento crítico, decolonialidade e educação linguística crítica tensionados numa autoetnografiapt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record