Show simple item record

dc.contributor.advisorCarvalho, Paulo César de Facciopt_BR
dc.contributor.authorGonçalves, Evelyn Custódiopt_BR
dc.contributor.otherSouza, Edicarlos Damacena dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Agronomia - Produção Vegetalpt_BR
dc.date.accessioned2022-08-03T19:02:00Z
dc.date.available2022-08-03T19:02:00Z
dc.date.issued2022pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/77431
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Paulo César de Faccio Carvalhopt_BR
dc.descriptionCoorientador: Prof. Dr. Edicarlos Damacena de Souzapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Agronomia. Defesa : Curitiba, 22/04/2022pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: A região Cerrado representa a maior produção de algodão do Brasil e 15% dessa área é formada por solos arenosos, que possuem baixo potencial produtivo. No entanto, a diversificação do sistema produtivo pode ser considerada uma alternativa para elevar a produção nesses solos. O objetivo deste estudo é avaliar o efeito de sistemas de produção com diferentes níveis de diversidade florística e funcional sobre indicadores de qualidade de um Neossolo Quartzarênico e o impacto na produtividade do algodão em curto prazo no Cerrado. O experimento foi realizado na área experimental do Instituto Mato-grossense do Algodão (IMA), município de Rondonópolis-MT, em um Neossolo Quartzarênico, com 14,5% de argila. Os tratamentos constam de diferentes sistemas de manejo do solo, tendo a cultura do algodão rotacionado a cada dois anos de cultura da soja no período da safra. Os sistemas são: Diversidade muito baixa: Soja na safra com pousio na entressafra; Diversidade baixa: Soja na safra e entressafra de Urochloa ruziziensis cultivada solteira por 8 meses; Diversidade média: Soja na safra e entressafra de U. ruziziensis consorciado com niger, nabo forrageiro e feijão caupí por 8 meses; Diversidade média de longa duração: Soja na safra e entressafra de pasto consorciado com U. ruziziensis, niger, nabo forrageiro e feijão caupí, cultivados por 20 meses sem a presença de animais em pastejo; Diversidade alta: Soja na safra e entressafra de pasto consorciado com U. ruziziensis, niger, nabo forrageiro e feijão caupí com a entrada de animais para pastejo. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com três repetições. A diversidade alta elevou os teores de carbono orgânico total em 49% a mais e 87% para a fração particulada, comparados com o sistema de diversidade muito baixa. O curto prazo não influenciou os teores de nitrogênio total, mas a fração particulada foi 88% maior no sistema de diversidade alta. A biomassa microbiana do solo e a atividade enzimática são beneficiados em sistemas de diversidade alta. A produtividade do algodão aumentou em 156% com a diversidade alta em solo arenoso no curto prazo em relação ao sistema com muito baixa diversidade. Sistemas mais diversificados de produção podem ser considerados uma alternativa para a produção do algodão em solos arenosos.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: he Cerrado region has one of the largest cotton production in Brazil and 15% of this area is formed by sandy soils, which have low productive potential. However, the diversification of the production system can be considered an alternative for production in these soils. Little is known about the performance of these systems in sandy soils in the short term. The objective of this study is to evaluate the effect of production systems with different levels of functional diversity on quality indicators of a Quartzarenic Neosol and the impact on cotton productivity in the short term in the Cerrado. The experiment was carried out in the experimental area of Instituto Mato-grossense do Algodão (IMA), municipality of Rondonópolis-MT, in a Quartzarenic Neosol, with 14.5% clay. The treatments consist of different soil management systems, with the cotton crop being rotated every two years of soybean cultivation during the harvest period. The systems are: Very low diversity: Soybean in the harvest with fallow in the off-season; Low diversity: Soybean in season and off season of Urochloa ruziziensis cultivated single for 8 months; Average diversity: Soybean in the harvest and off-season of U. ruziziensis intercropped with niger, radish and cowpea for 8 months; Average long-term diversity: Soybean in season and off-season pasture intercropped with U. ruziziensis, niger, forage radish and cowpea, cultivated for 20 months; High diversity: Soybean in harvest and pasture offseason intercropped with U. ruziziensis, niger, fodder turnip and cowpea with the entry of animals for grazing. The experimental design was in randomized blocks with three replications. The high diversity increased the total organic carbon contents by 49% more and 87% for the particulate fraction, compared to the very low diversity system. The short term did not influence the total nitrogen contents, but the particulate fraction by 88% in the high diversity system. Soil microbial biomass and enzymatic activity are benefited in high diversity systems. Cotton yield increased by 156% with high diversity in sandy soil in the short term. More diversified production systems can be considered an alternative for cotton production in sandy soils.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectAlgodão - Cultivopt_BR
dc.subjectAlgodão - Solospt_BR
dc.subjectSolos arenosospt_BR
dc.subjectAgronomiapt_BR
dc.titleSistemas diversificados de produção promovem melhoria em atributos de solo e na produtividade de algodão em solo arenosopt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record