Show simple item record

dc.contributor.advisorFloriani, Dimas, 1949-pt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Tautê Frederico Gallardo Marciel de, 1981-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologiapt_BR
dc.date.accessioned2022-08-04T18:35:24Z
dc.date.available2022-08-04T18:35:24Z
dc.date.issued2022pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/77176
dc.descriptionOrientador: Professor Dr. Dimas Florianipt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Sociologia. Defesa : Curitiba, 25/03/2022pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: O objetivo do presente trabalho é analisar as formas de resistência territorial e cultural da saga de luta dos quilombolas do território Invernada Paiol de Telha na cidade de Reserva do Iguaçu, no estado do Paraná. Para tanto contextualizamos a luta quilombola a partir das transformações políticas, culturais e epistemológicas na segunda metade do século XX e início do século XXI, no que tange aos direitos e garantias dos povos e comunidades tradicionais. Estabelecendo um paralelo com outros territórios tradicionais. Não obstante o escopo é compreender a partir dos relatos orais, da inserção e convivialidade na comunidade e dos trabalhos e pesquisas sobre a temática, como as mais variadas formas de preservação das tradições ancestrais, ainda que em um contexto de esfacelamento cultural, pode caracterizar-se como um saber tradicional, o saber elaborado ou que emerge da resistência negra quilombola e retroalimenta-se a partir das mais variadas formas simbólicas e concretas de preservação da memória antiescravista. Nesse sentido a cosmologia e as cosmovisões quilombolas ao estabelecerem diálogos com o pensamento transdisciplinar e complexo também se afirmam como uma matriz não eurocêntrica de resistência das comunidades tradicionais negras. Conjuntamente o projeto quilombista pode aglutinar-se e sustentar as formas de manutenção da ancestralidade, foi esse o cenário identificado na trajetória dos herdeiros do Fundão. Na esteira da luta pela reconquista do território construíram mecanismos descolonias e contra-coloniais de organização e ação política ancorada em uma chama espiritual indutora de profunda resiliência para retomada, ainda que parcial, do território expropriado ao longo do século XX.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The objective of the present work is to analyze the forms of territorial and cultural resistance of the saga of struggle of the quilombolas of the Invernada Paiol de Telha territory in the city of Reserva do Iguaçu, in the state of Paraná. In order to do so, we contextualize the quilombola struggle from the political, cultural and epistemological transformations in the second half of the 20th century and the beginning of the 21st century, regarding the rights and guarantees of traditional peoples and communities. Establishing a parallel with other traditional territories. Nevertheless, the scope is to understand, from oral reports, the insertion and conviviality in the community and the works and research on the subject, how the most varied forms of preservation of ancestral traditions , even in a context of cultural breakdown, can characterize- if as a traditional knowledge, the knowledge elaborated or that emerges from the black quilombola resistance and feeds back from the most varied symbolic and concrete forms of preservation of the antislavery memory. In this sense, Quilombola cosmology and cosmovisions, when establishing dialogues with transdisciplinary and complex thinking, also assert themselves as a non-Eurocentric matrix of resistance of traditional black communities. Together, the Quilombista project can coalesce and support the ways of maintaining ancestry, this was the scenario identified in the trajectory of Fundão's heirs. In the wake of the struggle for the reconquest of the territory, decolonial and countercolonial mechanisms of organization and political action were built, anchored in a spiritual flame that induces deep resilience for the resumption, albeit partial, of the territory expropriated throughout the 20th century.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectQuilombos - Paranápt_BR
dc.subjectGenealogiapt_BR
dc.subjectQuilombolaspt_BR
dc.subjectNegros - Usos e costumespt_BR
dc.subjectTerritorialidade humanapt_BR
dc.subjectSociologiapt_BR
dc.titleOs saberes da resistência negra no Quilombo Invernada Paiol de Telha : a luta contra-colonial e o pensamento quilombolistapt_BR
dc.typeTese Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record