Show simple item record

dc.contributor.advisorHamdan, Amer Cavalheiropt_BR
dc.contributor.authorVieira, Mariana Tais Drabikpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologiapt_BR
dc.date.accessioned2022-07-15T16:00:40Z
dc.date.available2022-07-15T16:00:40Z
dc.date.issued2022pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/77000
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Amer Cavalheiro Hamdanpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa : Curitiba, 06/05/2022pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: A doença de Parkinson (DP) é um distúrbio neurodegenerativo caracterizado por desordem do movimento, decorrente da perda de neurônios dopaminérgicos. A prevalência da DP aumenta na mesma proporção que cresce a expectativa de vida populacional. A Estimulação Cerebral Profunda (ECP) é uma forma de intervenção efetiva para pessoas com DP em rápido desenvolvimento ou com complicações decorrentes do uso da medicação. Embora a ECP esteja associada à melhora dos sintomas motores, há diferentes estudos comparando as funções cognitivas em pessoas com ECP antes e depois da cirurgia. Este trabalho é dividido em duas partes. A primeira é composta por revisão de literatura, com objetivo de analisar a utilização do teste de Stroop em pacientes com ECP. A revisão de literatura evidenciou que os resultados do teste de Stroop não estão relacionados com possíveis impactos nas funções cognitivas provocados pela ECP. A segunda parte consiste em pesquisa survey com o objetivo de analisar a percepção de pessoas com DP, com e sem ECP, a respeito do funcionamento cognitivo e comportamental durante a pandemia COVID-19. Os resultados da pesquisa mostraram que indivíduos com e sem ECP vivenciaram o período pandêmico de forma semelhante. O isolamento social não provocou agravamento dos sintomas cognitivos e comportamentais em pessoas com ECP.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Parkinson's disease (PD) is a neurodegenerative disease characterized by a movement disorder resulting from the loss of dopaminergic neurons. The prevalence of PD increases in the same proportion as the population's life expectancy. Deep Brain Stimulation (DBS) is an effective form of intervention for people with rapidly developing PD or with complications resulting from medication use. Although DBS is associated with improvement in motor symptoms, there are different studies comparing cognitive functions in people with DBS before and after surgery. This work has two parts. The first part consists of a literature review, with the objective of analyzing the use of the Stroop test in patients with DBS. The literature review showed that the Stroop test results are not related to possible impacts on cognitive functions caused by DBS. The second part consists of survey research with the aim of analyze the perception of people with PD, with and without DBS, regarding cognitive and behavioral functioning during the COVID-19 pandemic. The survey results showed that individuals with and without DBS experienced the pandemic period in a similar way. Social isolation did not cause worsening of cognitive and behavioral symptoms in people with ECP.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectParkinson, Doença dept_BR
dc.subjectEstimulação Encefálica Profundapt_BR
dc.subjectCogniçãopt_BR
dc.subjectPandemiaspt_BR
dc.subjectCOVID-19 (doença)pt_BR
dc.subjectPsicologiapt_BR
dc.titleAvaliação neuropsicológica em pacientes com doença de Parkinson submetidos à estimulação cerebral profunda : efeitos do teste de Stroop e impacto da pandemia Covid- 19pt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record