Show simple item record

dc.contributor.advisorPadial, André Andrian, 1981-pt_BR
dc.contributor.authorMoraes, Luddy Searom Carias de, 1996-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Curso de Graduação em Ciências Biológicaspt_BR
dc.date.accessioned2022-08-11T17:43:03Z
dc.date.available2022-08-11T17:43:03Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/76871
dc.descriptionOrientador: André Andrian Padialpt_BR
dc.descriptionMonografia (Bacharelado) - Universidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Curso de Graduação em Ciências Biológicas.pt_BR
dc.description.abstractResumo : A estimativa da riqueza de espécies de parasitos na maioria dos ambientes, sobretudo nos ambientes aquáticos, onde estes organismos são mais diversos, ainda é um grande desafio por conta de comprometimentos relativos à sua taxonomia, presença de espécies crípticas e falta de recursos e pesquisadores disponíveis. O objetivo deste estudo é averiguar a composição da comunidade parasitária presente na ictiofauna do Rio Guaraguaçu, no Paraná, Brasil. Após a coleta, todos os peixes foram identificados, medidos, pesados e eviscerados. As vísceras e brânquias foram inspecionadas para separação de parasitos, que posteriormente foram identificados. Foram calculados os estimadores de diversidade de parasitos para as espécies hospedeiras mais abundantes do estudo, já que estas análises se baseiam em probabilidade. Foram encontrados 157 espécimes (11 espécies) de hospedeiros, dos quais 141 (89,81%) estavam infectados por algum parasito. Foram encontrados 4735 parasitos, pertencentes a 72 taxa (23 Monogenea, 16 Digenea, 14 Copepoda, 14 Nematoda, 4 Acanthocephala e 1 Cestoda), dos quais 10 estavam presentes em mais de uma espécie de hospedeiro. O parasito com a distribuição mais ampla foi o Nematoda Contracaecum sp., que colonizou 8 espécies hospedeiras. O parasito que apresentou maior intensidade média de infecção e abundância média foi Aphanoblastella mastigatus (Monogenea), infectando o peixe Rhamdia quelen. Os índices de Shannon-Wiener e de Simpson foram maiores para os peixes H. malabaricus e G. iporanguensis, pois foram os hospedeiros que albergaram maior diversidade de parasitos. A maioria das espécies hospedeiras albergavam parasitos em distribuição pouco agregada, segundo o índice de discrepância. Segundo o índice de Berger-Parker, houve dominância de monogenéticos em todos os hospedeiros, com exceção de H. malabaricus. Houveram 16 novos registros de ocorrência de parasitos, neste estudo. Com este estudo, ressalta-se a importância do monitoramento do rio à longo prazo em face às constantes perturbações antrópicas ocorrentes neste ecossistema, para que se entenda as consequências destas em relação a biodiversidade e funcionamento ecossistêmcio do ambiente.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectMonitoramento biologicopt_BR
dc.subjectParasitopt_BR
dc.subjectIctiologiapt_BR
dc.titleDescrição da fauna parasitária de peixes do Rio Guaraguaçu e seus aspectos ecológicospt_BR
dc.typeMonografia Graduação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record