Show simple item record

dc.contributor.advisorCremasco, Maria Virginia Filomena, 1969-pt_BR
dc.contributor.authorSantos, Kamile Gonçalves dos, 1995-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologiapt_BR
dc.date.accessioned2022-09-27T12:55:11Z
dc.date.available2022-09-27T12:55:11Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/76676
dc.descriptionOrientadora: Profª Drª Maria Virgínia Filomena Cremascopt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa : Curitiba, 04/10/2021pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: O objetivo deste trabalho é compreender os processos psíquicos que aproximam o suicídio e o uso de substâncias, questionando quais seriam estes processos do ponto de vista de uma metapsicologia inconsciente. Buscando o desenvolvimento de reflexões sobre os sujeitos que se entregam ao consumo de drogas de forma mortífera, partiu-se da hipótese de que o suicídio se aproximaria do uso de substâncias por meio de um paradigma melancólico expresso a partir de uma falha na constituição narcísica. Isto é, pressupôs-se que do ponto de vista da metapsicologia inconsciente, de uma falha na economia narcísica que incidiria em um posicionamento melancólico, pode-se estabelecer uma analogia entre o suicídio e o consumo mortífero que caracteriza os casos de toxicomania. Para a realização deste estudo, situamo-nos pela metodologia de pesquisa psicanalítica, na qual teoria, tratamento e pesquisa ocorrem de forma indissociável. Utilizamos a estratégia de construção de caso como sustentação para a elaboração escrita da pesquisa, a partir do atendimento de três diferentes casos clínicos. Diante dos resultados, concluímos que a toxicomania consiste em uma forma particular de uso de substâncias, na qual o sujeito se encontra em rompimento com o princípio do prazer. Observamos a incidência de posicionamentos subjetivos coincidentes nos dois fenômenos clínicos, no que concerne à estrutura do ato e ao estatuto do objeto na relação com o sujeito. Depreendemos dos casos estudados a importância do campo transferencial como lugar para a atuação do sujeito, entendendo que é a partir da falha (do ato) que poderemos promover a rearticulação do sujeito ao seu inconsciente. Concluímos, por fim, como a falha na constituição narcísica servirá à incidência de um modo de funcionamento melancólico que se expressa de forma análoga no suicídio e na toxicomania, servindo em ambos os casos à mortificação do sujeito pela tentativa de supressão da falta.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The objective of this work is to understand the psychic processes that bring together suicide and substance use, questioning what these processes would be from the point of view of an unconscious metapsychology. Seeking the development of reflections on the subjects who indulge in drug use in a deadly way, we started from the hypothesis that suicide would approach substance use through a melancholic paradigm expressed from a failure in the narcissistic constitution. That is, it was assumed that from the point of view of unconscious metapsychology, from a failure in the narcissistic economy that would lead to a melancholy position, an analogy can be established between suicide and the deadly consumption that characterizes cases of drug addiction. For the accomplishment of this study, we place ouselves by the methodology of psychoanalytic research, in which theory, treatment and research occur in an inseparable way. We used the case construction strategy as support for the written research, based on the treatment of three different clinical cases. In view of the results, we conclude that drug addiction consists of a particular form of substance use, in which the subject is in rupture with the pleasure principle. We observed the incidence of coincident subjective positions in the two clinical phenomena, with regard to the structure of the act and the status of the object in the relationship with the subject. We infer from the cases studied the importance of the transference field as a place for the subject to act, understanding that it is from the failure (of the act) that we can promote the subject's rearticulation to his unconscious. Finally, we conclude how the failure in the narcissistic constitution will serve to the incidence of a melancholic mode of functioning that is expressed in an analogous way in suicide and drug addiction, serving in both cases to the subject's mortification by the attempt to suppress the lack.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectSuicídiopt_BR
dc.subjectSuicidaspt_BR
dc.subjectPsicanálisept_BR
dc.subjectViciados em drogaspt_BR
dc.subjectDrogas - Uso de substânciaspt_BR
dc.subjectPsicologiapt_BR
dc.titleO paradoxo da morte : considerações psicanalíticas sobre o suicídio no uso de substânciapt_BR
dc.typeDissertação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record