Show simple item record

dc.contributor.advisorDalto, Fabiano Abranches Silva, 1972-pt_BR
dc.contributor.authorObana, Paula Akemi, 1997-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Curso de Graduação em Ciências Econômicaspt_BR
dc.date.accessioned2022-06-29T20:05:33Z
dc.date.available2022-06-29T20:05:33Z
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/76660
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Fabiano Abranches Silva Daltopt_BR
dc.descriptionMonografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Curso de Ciências Econômicaspt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo : O presente trabalho propõe-se a analisar de forma empírica dois axiomas da Teoria Quantitativa da Moeda: Proporcionalidade, onde se dita que um aumento na base monetária gera aumento igual, em dimensão e direção, no nível de preços; e Causalidade, onde a direção parte sempre da base monetária para o nível de preços. Selecionando amostra de dados referentes ao Brasil, entre os anos de 1986 a 2018, e fazendo uso de um modelo de Vetores Auto-Regressivos, utiliza-se o teste de Causalidade de Granger para auferir as relações indicadas pela TQM entre a inflação (IPCA), agregados monetários (M0 e M1) e a taxa básica de juros (SELIC). Para o recorte temporal como um todo, não se verifica causalidade de Granger entre a inflação e os agregados monetários, enquanto entre a inflação e a taxa básica de juros se observa causalidade de Granger bidirecional.pt_BR
dc.format.extent1 recurso online : PDF.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectMoedapt_BR
dc.subjectPolítica monetáriapt_BR
dc.subjectMacroeconomiapt_BR
dc.titleCausalidade entre agregados monetários e a inflação no Brasil (1986 - 2018)pt_BR
dc.typeMonografia Graduação Digitalpt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record